icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
30/07/2013
21:13

O apoiador Zé Roberto, do Grêmio, será julgado pela Quinta Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) nesta quinta-feira, em sessão que terá início às 13h30. Denunciado por jogada violenta no lance que fraturou o tornozelo esquerdo de Lucas, do Botafogo, ele responderá pelo artigo 254 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que prevê suspensão de um a seis jogos.

Paulo Schmidt, procurador-geral do STJD, ainda mencionou em sua denúncia o § 3º do código 254, que garante ao infrator um período de suspensão equivalente à recuperação do lesionado, sendo respeitado o prazo de 180 dias. Com isso, Zé pode ficará até três meses sem atuar, que é o prazo de recuperação do lateral-direito do Botafogo.

Mesmo que não seja punido pelo STJD, Zé corre o risco de não enfrentar o Internacional no Gre-Nal deste domingo, já que está pendurado com dois cartões amarelos, assim como Vargas e Kleber.

O apoiador Zé Roberto, do Grêmio, será julgado pela Quinta Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) nesta quinta-feira, em sessão que terá início às 13h30. Denunciado por jogada violenta no lance que fraturou o tornozelo esquerdo de Lucas, do Botafogo, ele responderá pelo artigo 254 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que prevê suspensão de um a seis jogos.

Paulo Schmidt, procurador-geral do STJD, ainda mencionou em sua denúncia o § 3º do código 254, que garante ao infrator um período de suspensão equivalente à recuperação do lesionado, sendo respeitado o prazo de 180 dias. Com isso, Zé pode ficará até três meses sem atuar, que é o prazo de recuperação do lateral-direito do Botafogo.

Mesmo que não seja punido pelo STJD, Zé corre o risco de não enfrentar o Internacional no Gre-Nal deste domingo, já que está pendurado com dois cartões amarelos, assim como Vargas e Kleber.