icons.title signature.placeholder Bruno Andrade
icons.title signature.placeholder Bruno Andrade
31/07/2013
14:50

O Pacaembu será palco do reencontro dos amigos Guerrero e Zé Roberto, dois dos principais jogadores ofensivos do duelo entre Corinthians e Grêmio, nesta quarta-feira, às 21h50, pela décima rodada do Brasileirão. Juntos, eles fizeram sucesso com as camisas de Bayern de Munique (ALE) e Hamburgo (ALE) entre 2002 e 2010.

Em recente bate-papo com a reportagem do LANCE!Net, o veterano meia, de 39 anos, elogiou e lembrou da época em que desafavia o amigo peruano, hoje ídolo no Timão, fora das quatro linhas. O resultado quase sempre era favárovel ao camisa 10 da equipe gaúcha.

- Temos uma grande amizade, só tenho coisas boas para falar do Guerrero. Gostaria que ele estivesse jogando a favor, e não contra. O Paolo (Guerrero) sempre perdeu para mim em tudo. Playstation, tênis de mesa, tênis, futvôlei, ele sempre perdi em tudo - brincou.

Na época da entrevista, Zé Roberto afirmou que o perdedor do jogo Corinthians x Grêmio seria o responsável por uma grande ação beneficente. Será que a promessa será mantida?

- Espero que a minha sorte continue no Brasileirão. As crianças de alguma instituição de caridade serão as vencedoras deste encontro, porque quem perder vai doar várias cestas básicas - afirmou.

Pelo Bayern de Munique (ALE), Zé Roberto e Paolo Guerrero conquistaram o bicampeonato do Campeonato Alemão (2004/05 e 2005/06) e a Copa da Alemanha (2005/06). Pelo Hamburgo (ALE), no entanto, eles passaram em branco.


Guerrero e Zé Roberto serão rivais no duelo entre Corinthians e Grêmio (Foto: Arquivo LANCE!)


O Pacaembu será palco do reencontro dos amigos Guerrero e Zé Roberto, dois dos principais jogadores ofensivos do duelo entre Corinthians e Grêmio, nesta quarta-feira, às 21h50, pela décima rodada do Brasileirão. Juntos, eles fizeram sucesso com as camisas de Bayern de Munique (ALE) e Hamburgo (ALE) entre 2002 e 2010.

Em recente bate-papo com a reportagem do LANCE!Net, o veterano meia, de 39 anos, elogiou e lembrou da época em que desafavia o amigo peruano, hoje ídolo no Timão, fora das quatro linhas. O resultado quase sempre era favárovel ao camisa 10 da equipe gaúcha.

- Temos uma grande amizade, só tenho coisas boas para falar do Guerrero. Gostaria que ele estivesse jogando a favor, e não contra. O Paolo (Guerrero) sempre perdeu para mim em tudo. Playstation, tênis de mesa, tênis, futvôlei, ele sempre perdi em tudo - brincou.

Na época da entrevista, Zé Roberto afirmou que o perdedor do jogo Corinthians x Grêmio seria o responsável por uma grande ação beneficente. Será que a promessa será mantida?

- Espero que a minha sorte continue no Brasileirão. As crianças de alguma instituição de caridade serão as vencedoras deste encontro, porque quem perder vai doar várias cestas básicas - afirmou.

Pelo Bayern de Munique (ALE), Zé Roberto e Paolo Guerrero conquistaram o bicampeonato do Campeonato Alemão (2004/05 e 2005/06) e a Copa da Alemanha (2005/06). Pelo Hamburgo (ALE), no entanto, eles passaram em branco.


Guerrero e Zé Roberto serão rivais no duelo entre Corinthians e Grêmio (Foto: Arquivo LANCE!)