icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
20/06/2014
13:16

Já foram três oficializados e mais um próximo de se concretizar. Não é possível criticar o Grêmio por inércia. O clube gaúcho foi ao mercado para buscar reforços e ainda pode fechar com Fernandinho em breve. As chegadas são saudados pelo camisa 10 Zé Roberto, um dos líderes do elenco, que valoriza muito a montagem de um elenco forte para a sequência do ano e diz que a possibilidade de título "é grande". O meia ainda fala também sobre o tempo em que o grupo terá para trabalhar junto e o Brasileirão que se reinicia no meio de julho.

Zé Roberto é um dos expoentes do grupo que Enderson Moreira tem nas mãos. Apesar de atualmente ser reserva, o meia de 39 anos tem experiência de sobra e é um dos líderes do elenco. Mesmo que a concorrência aumente para ele, elogia a chegada de Giuliano e a possível contratação de Fernandinho.

- A possibilidade (de título) existe e é grande, estamos todos motivados. Um clube que se reforça está buscando ganhar. É muito positivo chegar jogadores de qualidade, como o Fellipe, o Matias, o Giuliano. Vão acrescentar bastante, e se chegar mais, também serão bem vindos, vão nos ajudar nesta sequência que vai ser forte. O Brasileiro é longo e logo depois temos as oitavas da Copa do Brasil. Precisamos ter elenco. O Grêmio se reforçando na sequência do campeonato, tendo um tempo adequado para se fazer uma boa pré-temporada, entramos ganhando - explicou o meia.

Para o jogador, o Brasileirão é um dos campeonatos mais difíceis do mundo, pela quantidade de equipes que entram com chance de título. Além disso, o meia também citou muitas vezes em sua entrevista coletiva a possibilidade de o elenco trabalhar longamente a parte física e técnica com esta parada durante a Copa do Mundo. Por exemplo, Zé fez um trabalho físico de distâncias mais curtas no treino física da manhã desta sexta-feira.

- É muito positivo se tratando da proposta, na qual queremos ganhar. E tem que se reforçar. O Grêmio está no caminho certo. Tem que ter elenco para ganhar uma das duas competições, no Brasil joga-se sem parar. E hoje podemos dizer que temos um elenco qualificado, com jogadores de qualidade. Nos resta agora é trabalhar bastante - destacou o camisa 10.

Ainda houve tempo para uma brincadeira. Zé falou sobre sua parte física e o resultado dos testes feitos pela comissão técnica na reapresentação gremista. Disse que, pelo apresentado, ainda consegue jogar mais três anos, sem barreira da idade. Durante as férias, o camisa 10 manteve a rotina de corridas.