icons.title signature.placeholder Ivo Felipe
16/12/2013
09:44

A Seleção Brasileira enfrenta nesta segunda-feira, às 15h (de Brasília), a Holanda pelas oitavas de final do Mundial de Handebol, na Arena Belgrado (SER). A equipe laranja chega a esta fase com um retrospecto que não incomoda o time verde e amarelo. Foram cinco jogos, com três derrotas e duas vitórias. Os triunfos ocorreram sobre República Dominicana e Congo, times de poucas expressão no cenário internacional.

Mas, mesmo com uma primeira fase apagada no Mundial de Handebol, a Holanda tem o respeito da comissão técnica e jogadoras brasileiras. Sobretudo, pelo que fizeram para chegar à Sérvia. A equipe europeia eliminou a Rússia – campeã de três dos últimos quatro Mundiais – no qualificatório europeu.

- Agora é um novo momento. Está igual para todos. A Holanda é um time que não tem tanta história no handebol, mas tenho visto o crescimento da equipe. Aqui elas jogaram muito e perderam por pouco os jogos da primeira fase. E, eu sei que elas estão muito felizes porque vão jogar contra o Brasil. Estamos ciente que vamos nos encontrar com um adversário muito forte - disse Morten Soubak, técnico dinamarquês que comanda o Brasil.

No último Mundial, as holandesas também não conseguiram uma boa campanha. No Brasil, elas ficaram com a 15ª colocação, caindo justamente na fase de oitavas de final. Elas perderam por 34 a 22 para a Noruega, que ficaria com o título da competição.

Quem passar do confronto entre Brasil x Holanda terá pela frente o vencedor de Hungria x Espanha, que ocorre às 14h30, em Novi Sad. Brasil e Espanha reeditariam o confronto de quartas de final do Mundial de dois anos atrás. Na ocasião, as espanholas saíram vencedoras.