icons.title signature.placeholder Felipe Mendes
21/11/2013
08:11

Se as federações internacionais são responsáveis pelas modalidades, os Comitês Olímpicos Nacionais (CONs) são os principais clientes do Comitê Rio-2016. No início do mês, treze entidades estiveram no Rio a fim de tirarem dúvidas sobre o evento e compartilharem suas experiências em edições anteriores dos Jogos.

– São 204 comitês olímpicos e aproximadamente 170 paralímpicos. Eles representam os atletas. E cada um tem diferentes necessidades. Existem os mais profissionais, mais exigentes e que precisam conqusitar muitas medalhas. E tem outros que são menores, com menos infraestrutura. Mas temos de prestar o mesmo serviço para todos – disse o diretor de Relações e Serviços CONs, CPNs e Vila Olímpica do Comitê Rio-2016, Mario Cilenti.

Esta foi a terceira visita feita pelos CONs. As outras aconteceram em dezembro de 2012 e maio deste ano. Ao todo, trinta países já vieram ao Rio, sendo 17 da Europa, cinco da Ásia, quatro da África, três da América e um da Oceania.

No próximo ano estão previstas mais duas visitas dos CONs: uma em abril e outra em outubro. Já os Comitês Paralímpicos Nacionais virão em maio e em novembro.

Segundo Cilenti, um fator importante nas visitas dos comitês diz respeito à troca de experiências. Principalmente pelo fato de a única maneira de se aprender sobre os Jogos é participando do evento.

– Não existe faculdade sobre Olimpíada. Como os CONs têm experiência, aproveitamos para aprender. O que eles querem é que sejamos francos e abertos, realistas sobre tudo – afirmou Cilenti.

Como nem todos os CONs têm dinheiro para realizar as visitas, o Comitê Rio-2016 aproveita as assembleias de cada região para atualizar todas as entidades sobre o andamento do trabalho.


Visitas comitês:

Dezembro de 2012
Nos dias 3 e 4 visitaram o comitê África do Sul, Austrália, Brasil, Canadá, Irã, Japão, República Tcheca, Rússia, Santa Lúcia, Sérvia e Taiwan.

Maio de 2013
Nos dias 6 e 7 visitaram o comitê Alemanha, Áustria, Brasil, Botswana, China, Croácia, Eslovênia, França, Namibia e Qatar.

Novembro de 2013
Bélgica, Canadá, Congo, Eslováquia, Finlândia, Holanda, Hungria, Japão, Lituânia, Luxemburgo, Noruega, República Tcheca e Suécia.


Bate-bola:

Mario Cilenti
Diretor do Comitê Rio-2016

Como se dá as visitas dos Comitês Olímpicos Nacionais?
Os CONs podem fazer as visitas em grupo ou de forma individual. As individuais são feitas pelos países maiores, que trazem equipes grandes. Apresentamos a estrutura do comitê e levamos nas obras. Muitos nunca vieram ao Rio e querem entender como a cidade funciona.

Além das reuniões com o Comitê Rio-2016, o que mais os CONs fazem nessas visitas?
Os comitês aproveitam para definir outras coisas fora da alçada do Comitê Organizador. Por exemplo, escolher um centro de treinamento. Nós fizemos um guia, mas os CONs são livres para escolherem onde querem que seus atletas treinem ou façam a aclimatação.