icons.title signature.placeholder Guilherme Cardoso
15/12/2013
15:18

Uma palavra dominou a entrevista de Ricardo Maurício após a conquista do bicampeonato da Stock Car, na manhã deste domingo, no autódromo de Interlagos, em São Paulo: regularidade. Afinal, o piloto ficou com o título após somente uma vitória na atual temporada, em 12 corridas. Mesmo assim, subiu ao pódio em sete oportunidades, a última com a segunda colocação na Corrida do Milhão.

- Falam que sou regular, frio. Precisava ter frieza nesse momento. Tive de fazer minha corrida. A ideia era ter uma estratégia diferente. A gente vem estudando essa prova faz tempo - afirmou o corredor.

Maurício chegou em Interlagos na terceira colocação no campeonato, cinco pontos atrás de Thiago Camilo. Entre eles, ainda estava Daniel Serra. Se não bastasse, ele ainda largou atrás dos dois adversários. Ele era o sexto colocado, enquanto os rivais saíram na terceira e quarta posição, respectivamente.

Essa é a segunda vez que o piloto da Eurofarma RC leva o título da Stock Car. Em 2008, ele foi campeão. Já nos anos seguintes, sempre ficou perto de mais uma conquista. Agora, o jejum acabou.

- A fica ainda não caiu. Não sabia se ia conseguir chegar ao fim. Tive vazamento de óleo, meu carro perdeu rendimento na reta. Mas quando é para ser seu, ninguém tira - avaliou Maurício, que revelou a tática para o sucesso.

- Não é só minha experiência. Não ando maos do que o carro pode me proporcionar. Tem de marcar pontos - avaliou.