icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
08/12/2013
22:39

O executivo de futebol, Ricardo Gomes, foi o primeiro membro da diretoria cruz-maltina a dar explicações sobre o rebaixamento do Vasco, confirmado neste domingo após a derrota por 5 a 1 para o Atlético-PR. Já no hotel onde a delegação está hospedada, ele justificou a montagem do elenco abaixo das tradições do clube.

- Foi um ano complicado. Tivemos meses de receitas bloqueadas. Por isso não tivemos possibilidade de fazer um time que a história do Vasco necessita - afirmou, antes de concluir que o planejamento para a disputa da Série B será iniciado já nos próximos dias.

- Primeiro nós vamos digerir a queda e, pensando no próximo ano, vamos na terça-feira pensar - disse, em entrevista à ESPN Brasil.

Ricardo declarou também que a expectativa era de conseguir a recuperação nesta última rodada, mas que, com a queda, muita coisa precisará ser revista:

- Tínhamos a conta de recuperar no último jogo, mas, rebaixados, temos que rever muita coisa.

Ricardo discorreu ainda sobre o reinício da partida após a briga entre torcedores do Vasco e do Atlético-PR, na Arena Joinville, neste domingo. Segundo ele, pelo Cruz-Maltino, o jogo não continuaria.

- Nós pensamos, mas o delegado do jogo decidiu. Não tinha outra alternativa. Alguns jogadores estavam bem abatidos, com familiares no estádio. Mas isso nós vamos atacar durante a semana. Claro que não tinha segurança, todo mundo sabe o que aconteceu. Falando da sociedade, temos que melhorar - opinou.