icons.title signature.placeholder Thiago Ferri
29/11/2014
20:35

A vitória de Paulo Nobre sobre Wlademir Pescarmona (2.411 votos a 1.611) na eleição presidencial do Palmeiras, neste sábado, já teve seus primeiros reflexos. Alguns torcedores, inclusive membros de torcidas organizadas do Verdão, tentaram invadir o clube - local onde aconteceu a votação - por meio da entrada localizada na rua Turiassu. 

A confusão teve início quando Pescarmona, visivelmente emocionado, saiu dos portões da sede social do Palmeiras para falar com seus eleitores. A brecha dada pelo candidato da oposição fez com que alguns tentassem a invasão. A Polícia Militar, presente durante toda a votação, impediu a ação e logo fez uma barreira no clube.

Portões foram chutados e o clima ficou tenso. Antes da divulgação do resultado, membros da Mancha Alviverde organizaram protesto pacífico contra Nobre. Até então, nenhuma confusão havia sido registrada. Os organizados, que também ficaram na porta do clube o dia todo, aplaudiram o candidato derrotado, gritaram palavras contrárias ao presidente reeleito e cantaram o hino do Palmeiras.

Antes da confusão externa, eleitores de Nobre e Pescarmona discutiram fortemente dentro do clube. A briga, apesar de quente, foi logo controlada e nenhum incidente mais grave foi registrado.

* Atualizada às 20h50