icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/07/2014
16:02

Os fechamentos das estacões Artur Alvim e Corinthians-Itaquera às 00h21 e 00h19, respectivamente, revoltaram os torcedores do Timão na noite da última quarta-feira, quando houve o primeiro jogo às 22h na Arena Corinthians. Na ocasião, muitos torcedores tiveram de sair antes do apito final para não perderem trem e metrô no retorno para casa, sem falar em alguns que não conseguiram ter acesso às estações após o fim da atividade das mesmas.

Nesta quinta-feira, a revolta se transformou em manifestações. Torcedores fizeram um abaixo-assinado online por meio de uma petição pública na internet, pedindo que as estações encerrem suas atividades à 1h. No pedido, os corintianos dizem que isso deveria ser estendido para todos os dias, independentemente da realização de jogo na Arena.

A segunda medida foi encher a caixa de emails da ouvidoria da Companhia Metropolitana de São Paulo com o mesmo pedido. A ideia é pressionar os responsáveis pelo transporte metroviário da capital paulista e o governo para uma solução rápida.

O presidente do Corinthians, Mário Gobbi Filho, já agendou uma reunião com o governador Geraldo Alckmin com objetivo de resolver a situação.