icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
02/06/2014
18:23

Revolta após derrota para o Cruzeiro

"Eu fiquei completamente revoltado com a postura do time. O time tomou um passeio. Nós admitimos perder, pois faz parte dos esporte. Mas não aceitamos da maneira que aconteceu. A postura do time foi inaceitável. Quero deixar claro que tudo o que foi reinvidicado pelos jogadores, a diretoria cumpriu. Portanto, esperamos uma resposta dentro de campo, o que não está acontecendo. Está tendo falta de comprometimento, não vou citar nomes, mas é nítido que isso está acontecendo".

Ney Franco e Felipe Ximenes

"Eles vão ter um trabalho muito duro para identificar quem está descompromissado com o clube. Quem quer e quem não quer ficar no Flamengo. Eu sempre disse, ninguém é obrigado a permanecer. A porta está aberta para os que querem sair. Espero que eles dois consigam fazer as mudanças necessárias e, consequentemente, recoloquem o time no caminho das vitórias".

Balanço da gestão



"Acho que tive mais acertos do que erros.Não faria nada diferente do que fiz. Analisar depois dos acontecimentos é muito fácil, é ser engenheiro de obra pronta. Quando trouxemos o carlos Eduardo, todos elogiaram. Depois, ele não rendeu o esperado. São coisas que acontecem, infelizmente. A mesma coisa é o Elias. Ninguém acreditava que ele fosse se sair tão bem no Flamengo".

E MAIS
> Wallim dispara contra sócios do Fla: "Não podem ser tão miseráveis"
> "Se fosse presidente, estaria frito", diz Walim em coletiva"
> Enfurecido, Ximenes grita com elenco: 'Tenho carta branca para mudar'
> Ainda sem vencer, Ney se diz tranquilo no cargo e não crê em queda do Flamengo

L!TV
> Ney Franco critica condição física: estamos sendo atropelados
> Felipe Ximenes dá bronca após vexame do Flamengo
> Jogadores quebram orientação da diretoria e falam após vexame
> Wallim revela que estaria frito se fosse o presidente do Flamengo
> Wallim acha inaceitável torcida não ajudar financeiramente o Flamengo
> Wallim chuta o balde e aponta responsáveis pela crise no Flamengo
> Sem polêmica, Zico evita falar do atual momento do Flamengo


Maior frustração

Para mim, é o programa de sócio-torcedor. É impossível um clube do tamanho do flamengo só ter um porcento da torcida colaborando mensalmente com R$ 1 real por dia. O torcedor não pode ser tão miserável ao ponto de não ajudar o clube que ama. Eu reclamo dos que têm  condições de ajudar, não dos que não podem. Quem pode salvar o Flamengo são os sócios-torcedores.