icons.title signature.placeholder Ivo Felipe
icons.title signature.placeholder Ivo Felipe
28/07/2013
08:31

O Brasil já conseguiu a sua primeira final no Mundial de Esportes Aquáticos de Barcelona, na Espanha. Os responsáveis foram os homens do revezamento 4x100m livre, que obtiveram a sexta melhor marca nas eliminatórias desta manhã e garantiram o país na decisão deste domingo à tarde (18h, pelo horário de Brasília).

Marcelo Chierighini, Nicolas Oliveira, Fernando Santos e Vinicius Waked acumularam o tempo de 3m14s41, que serviu para colocar-lhes na sexta colocação. O melhor tempo foi do time dos Estados Unidos, que classificou-se com 3m11s69. Rússia, Austrália, França, Itália, Alemanha e Japão também irão compor a decisão da prova.

- O importante era estar se classificando. É um orgulho participar de mais uma final para o Brasil. Temos de dar um passo de cada vez, e o primeiro era voltar a uma final. Temos de tirar sangue do olho agora - disse Nicolas, responsável pela melhor parcial entre os brasileiros, com 48s02.

A Seleção Brasileira volta à final de uma prova deste tipo após quatro anos de ausência. A última vez que isso havia ocorrido foi em Roma, em 2009. Na ocasião, Cesar Cielo, Nicolas Oliveira, Guilherme Roth e Fernando Silva ficaram com a quarta colocação.

Mulheres ficam fora da final

Enquanto os homens abriram o caminho de finais do time brasileiro, o mesmo não aconteceu com a Seleção feminina. Larissa Oliveira, Graciele Hermann, Daynara de Paula e Alessandra Marchioro ficaram apenas com o 11º tempo (3m41s05) e não foram à decisão. O time melhor classificado, a exemplo do masculino, foi o americano, que cravou 3m26s22.

O Brasil já conseguiu a sua primeira final no Mundial de Esportes Aquáticos de Barcelona, na Espanha. Os responsáveis foram os homens do revezamento 4x100m livre, que obtiveram a sexta melhor marca nas eliminatórias desta manhã e garantiram o país na decisão deste domingo à tarde (18h, pelo horário de Brasília).

Marcelo Chierighini, Nicolas Oliveira, Fernando Santos e Vinicius Waked acumularam o tempo de 3m14s41, que serviu para colocar-lhes na sexta colocação. O melhor tempo foi do time dos Estados Unidos, que classificou-se com 3m11s69. Rússia, Austrália, França, Itália, Alemanha e Japão também irão compor a decisão da prova.

- O importante era estar se classificando. É um orgulho participar de mais uma final para o Brasil. Temos de dar um passo de cada vez, e o primeiro era voltar a uma final. Temos de tirar sangue do olho agora - disse Nicolas, responsável pela melhor parcial entre os brasileiros, com 48s02.

A Seleção Brasileira volta à final de uma prova deste tipo após quatro anos de ausência. A última vez que isso havia ocorrido foi em Roma, em 2009. Na ocasião, Cesar Cielo, Nicolas Oliveira, Guilherme Roth e Fernando Silva ficaram com a quarta colocação.

Mulheres ficam fora da final

Enquanto os homens abriram o caminho de finais do time brasileiro, o mesmo não aconteceu com a Seleção feminina. Larissa Oliveira, Graciele Hermann, Daynara de Paula e Alessandra Marchioro ficaram apenas com o 11º tempo (3m41s05) e não foram à decisão. O time melhor classificado, a exemplo do masculino, foi o americano, que cravou 3m26s22.