icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/07/2013
15:32

Réver esteve no Independência na noite de quarta e pôde sentir, como torcedor, a emoção de ver o Atlético-MG ganhar a chance de disputar a final da Libertadores. O capitão do Galo não pôde atuar em nenhum dos dois jogos contra o Newell's, mas voltará de suspensão logo para os dois jogos derradeiros.

- Foi uma vitória incrível. Esta equipe está de parabéns. Agora o foco é na final. Graças a Deus minha suspensão já acabou e poderei ajudar dentro de campo. Esta classificação foi para a torcida atleticana, que tem nos apoiado durante toda a temporada - afirmou o defensor.

Réver tomou um gancho de dois jogos da Conmebol após ser expulso pelo árbitro Patricio Polic, na decisão das quartas-de-final diante do Tijuana, quando o juiz marcou um pênalti de Leonardo Silva em Piceño. O camisa 4 recebeu amarelo por reclamar do pênalti e outro amarelo no final do jogo. Segundo o Galo, ele fez gestos de ironia para o juiz.

Réver esteve no Independência na noite de quarta e pôde sentir, como torcedor, a emoção de ver o Atlético-MG ganhar a chance de disputar a final da Libertadores. O capitão do Galo não pôde atuar em nenhum dos dois jogos contra o Newell's, mas voltará de suspensão logo para os dois jogos derradeiros.

- Foi uma vitória incrível. Esta equipe está de parabéns. Agora o foco é na final. Graças a Deus minha suspensão já acabou e poderei ajudar dentro de campo. Esta classificação foi para a torcida atleticana, que tem nos apoiado durante toda a temporada - afirmou o defensor.

Réver tomou um gancho de dois jogos da Conmebol após ser expulso pelo árbitro Patricio Polic, na decisão das quartas-de-final diante do Tijuana, quando o juiz marcou um pênalti de Leonardo Silva em Piceño. O camisa 4 recebeu amarelo por reclamar do pênalti e outro amarelo no final do jogo. Segundo o Galo, ele fez gestos de ironia para o juiz.