icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
26/11/2013
19:42

A vice-liderança do Grupo F da Liga dos Campeões tem novo dono. E ela é do Borussia Dortmund, que chegou a ficar eliminado durante alguns minutos e, mesmo sem cinco titulares, venceu o Napoli por 3 a 1, nesta terça-feira, no Signal Iduna Park, na cidade alemã. Reus, sonho de consumo do Barcelona, marcou o primeiro, garantiu o segundo para Błaszczykowski e comandou o time em campo.

Com a vitória, o Borussia foi aos nove pontos e tomou a vice-liderança do Napoli, que tem a mesma pontuação, porém marcou um gol a mais no confronto direto entre ambos. Para avançar às oitavas de final, o time alemão precisa apenas de uma vitória diante do Olympique se Marselha, que perdeu todas as partidas até agora, na última rodada, no próximo dia 11, no  Velódrome. Já no San Paolo, o Napoli precisará vencer o Arsenal, o líder do Grupo com 12 pontos, e torcer por um tropeço do Borussia no mesmo dia.

O JOGO

Ufa! Essa deve ter sido a reação dos torcedores presentes no Signal Iduna Park quando findou-se o primeiro tempo do prélio em Dortmund. Como o Borussia corria risco de eliminação, os comandados de Jürgen Klopp não tiveram outra saída a não ser atacar o Napoli desde o apito inicial. O Napoli, por sua vez, queria aproveitar os cinco desfalques do rival, sendo quatro no sistema defensivo, para defender a vice-liderança do Grupo. O jogo ganhou emoção com esses fatores.

O Arsenal abriu o placar diante do Olympique se Marselha e, com isso, o Borussia ia sendo eliminado. A necessidade de vitória cresceu. Lewandowski, a referência ofensiva do Borussia, sofreu pênalti de Fernández e Reus, com categoria, converteu. Borussia na frente logo aos dez minutos e certo alívio em Dortmund.

Lewandowski não marcou, mas teve boa atuação no segundo tempo (Foto: Patrik Stollarz/ AFP)

O Napoli não se abateu com gol. Enfrentando um adversário com Großkreutz improvisado na lateral, o jovem Durm debutando no time profissional na esquerda e a zagaformada por Sokratis e Bender, o time italiano pressionou e foi colecionado oportunidades de gol. Callejón, na melhor delas, mandou a bola na trave direita de Weidenfeller, de boa atuação. O Borussia, por sua vez, não abdicou do ataque. Só que Reina também estava em noite inspirada.

SEGUNDO TEMPO

Pressão. Muita pressão. O Borussia voltou disposto a se tranquilizar de vez no jogo. Reus, Błaszczykowski e Mkhitaryan usaram das suas respectivas velocidades e trataram de levar a marcação do Napoli à loucura. A tática surtiu o efeito esperado e, com merecimento, veio o segundo gol do Borussia. Contra-ataque iniciado por Lewandowski, que Reus recebeu e serviu Kuba. Ele, livre, finalizou por entre as pernas de Reina. Não tinha o que fazer. Borussia 2 a 0, aos 15 minutos.

O Napoli, assim como no primeiro tempo, não se abateu. Insigne ingressou no jogo e Rafa Benítez provou ter estrela. Erro na saída de bola, passe de Higuaín e gol do time italiano. Weidenfeller não teve como evitar. Jürgen Klopp "respondeu" o treinador rival, promoveu a entrada do veloz Aubameyang e, após desperdiçar grande chance, o gabonês recebeu de Lewandowski e venceu Reina, aos 33. A esperança do Napoli durou apenas oito minutos.

ARSENAL VENCE E ENCAMINHA A CLASSIFICAÇÃO

O Arsenal não teve trabalho para derrotar o eliminado Olympique se Marselha, por 2 a 0, no Emirates Stadium. Wilshire marcou dois gols do jogo. Para avançar de fase, o time de Londres precisa apenas de um empate contra o Napoli.

FICHA TÉCNICA
BORUSSIA DORTMUND 3 X 1 NAPOLI

Local: Signal Iduna Park, em Dortmund (ALE)
Data-Hora: 26/11/2013 – 17h45 (de Brasília)
Árbitro: Carlos Velasco (ESP)
Auxiliares: Roberto Alonso (ESP) e Juan Yuste (ESP)
Cartões amarelos: Kehl (BOR); Fernández, Higuaín, Albiol e Pandev (NAP)
Cartões vermelhos: Não houve.

Gols: Reus, 10'/1ºT(1-0); Błaszczykowski, 15'/2ºT(2-0); Insigne, 25'/2ºT(2-1) e Aubameyang, 33'/2ºT(3-1).

BORUSSIA DORTMUND: Weidenfeller, Großkreutz, Sokratis, Bender e Durm; Sahin, Kehl, Błaszczykowski (Aubameyang, 23'/2ºT), Mkhitaryan e Reus (Piszczek, 36'/2ºT); Lewandowski – Técnico: Jürgen Klopp.

MAPOLI: Reina, Maggio, Albiol, Fernández e Armero; Behrami, Dzemaili (Inler, 17'/2ºT) e Pandev (Zapata, 31'/2ºT); Mertens, Callejón (Insigne, 21'/2ºT) e Higuaín – Técnico: Rafa Benítez.