icons.title signature.placeholder Pedro Leanza
26/12/2013
07:30

A novela que tem como protagonistas Flamengo, Elias e Sporting (POR) pode, enfim, ser encerrada nesta quinta-feira. Em busca de um fim de ano mais feliz e tranquilo, a diretoria rubro-negra, representada nas conversas pelo vice de futebol Wallim Vasconcellos, tem uma conversa agendada para esta tarde com dirigentes do clube português – que têm sido os vilões desta história –, para tentar selar a permanência do volante na Gávea.

Embora Elias tenha aceitado o contrato oferecido pelo Flamengo, que tem a duração de quatro temporadas, além de um bom aumento salarial, o Sporting, detentor de 50% dos direitos econômicos do jogador, tem inflacionado a negociação, pedindo um valor considerado alto para liberar o volante.

Com receio de ganhar concorrentes e de que, consequentemente, os portugueses elevem o dinheiro exigido, os dirigentes rubro-negros escondem as cifras das tratativas de toda maneira. Porém, na imprensa lusitana, especula que os Leões estejam pedindo 5 milhões de euros (R$ 16,1 milhões), podendo baixar para 4 milhões de euros (R$ 12,9 milhões) – valor classificado como inviável pelos departamentos de finanças e de futebol do Flamengo.

A reportagem do LANCE!Net tentou entrar em contato com o pai e empresário de Elias, Eliseu Trindade, que não atendeu às ligações. Além dele, Wallim Vasconcellos também foi procurado – sem sucesso. Caso Flamengo e Sporting não cheguem a um acordo, Elias terá de se reapresentar ao clube português em janeiro do próximo ano.