icons.title signature.placeholder Igor Ramos
10/06/2014
20:22

Demorou, mas os Bleus deixaram a frieza inicial com o público brasileiro e se renderam aos torcedores de Ribeirão Preto (Interior de São Paulo) onde a seleção realizou o seu primeiro treino, na tarde desta terça-feira.

Apesar de surpresos com tanto carinho, os jogadores só interagiram com os sete mil torcedores que foram ao estádio Santa Cruz, ao final do treinamento, depois de quase uma hora, quando correram ao redor do gramado e ficaram mais próximos dos fãs.  E não foi por falta de barulho, gritos e euforia que os Bleus não notariam. Desde a entrada em campo, até o último minuto a seleção foi aplaudida. Mesmo assim, os azuis pareciam ignorar.

Pogba e Benzema foram os mais ovacionados. Uma pequena torcida organizada cantou o tempo todo os nomes do meia da Juventus e do atacante do Real Madrid. E vibrou a cada lance de ambos, no treino de dois toques realizado na metade do campo.

- Chegamos e fomos muitos bem acolhidos. Já estamos nos ambientando e aos poucos, com essa acolhida vamos nos sentindo cada vez melhor - disse Pogba, na coletiva antes do treinamento, sem imaginar a recepção que teria no estádio do Botafogo (SP).

Sem camisa, cinco jovens pintaram as letras do nome de Pogba.Outros sete, exibiam no corpo, o nome de Benzema. Na primeira volta ao redor do campo, os olhares não se desviavam do gramado. Mas foi impossível aos Les Bleus, ignorar o carinho dos fãs. Especialmente a dupla. Foi impossível resistir ao primeiro aceno aos torcedores. 

O que os carrascos do Brasil em três Copas do Mundo não esperavam, era ser tão bem recebidos na casa do inimigo. Os anfitriões, mesmo que tardiamente,  se sentiram abraçados pelos comandados de Deschamps.

Drone sobrevoa gramado e preocupa Polícia Federal

Quase ao final do treino, um drone chamou a atenção dos agentes da Polícia Federal que cuidam da segurança da seleção francesa.  Os policiais pediram a equipe do LANCE!Net que fotografasse o Drone, para observar se existia algo mais do que uma câmera embutida. A FFF também se mostrou surpresa com o objeto sobrevoando o gramado, mas os jogadores e Didier Deschamps não se incomodaram com o objeto registrando tudo lá do alto.