icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/04/2014
13:54

Não é raro encontrar o atacante Miguel repetindo finalizações por conta própria na Academia de Futebol após os treinos comandados por Gilson Kleina. Segundo ele, a intenção não é apenas mostrar serviço para Gilson Kleina, mas também se aprimorar cada vez mais para consolidar-se como substituto imediato de Alan Kardec.

- A gente tem que fazer isso porque só o feijão com arroz não adianta. Tem que treinar muito mais, e é isso que tenho feito. Treino para melhorar, aprimorar, e não só para mostrar para o Kleina. É para mim mesmo. Quero ser o substituto do Alan Kardec, independentemente da hora que eu sair do CT - disse o jogador de 21 anos, cria da base alviverde.

Miguel está no Palmeiras desde 2007, mas soma apenas seis jogos como profissional. Ele estava emprestado ao sul-coreano Chungju Hummel até o fim do ano passado, e nesta temporada entrou em campo em três oportunidades. Na vitória por 3 a 1 sobre o Paulista de Jundiaí, marcou seu único gol até o momento.

O camisa 39 é o único centroavante reserva do elenco, e Gilson Kleina já alertou a diretoria sobre a necessidade de contratar um outro jogador da posição. Douglas Tanque, que pertence ao Corinthians até 19 de abril e disputou o Paulistão pelo Penapolense, era o preferido, mas as conversas, ao menos até este momento, não avançaram.

O jovem concedeu a primeira entrevista coletiva da carreira nesta sexta-feira. Um dos repórteres pediu que ele "vendesse o peixe", explicando porque merece espaço. A resposta foi uma exaltação ao titular:

- Eu queria primeiro falar do Alan, que é nosso titular, nosso exemplo aqui dentro. Grande atacante e uma das grandes pessoas que conheci. Claro que quero ser titular, mas tenho que respeitá-lo. Não adianta falar aqui, tem que ser em campo.

Miguel espera chance entre os titulares no Palmeiras