icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
27/06/2014
12:24

Jogador mais experiente do elenco do Corinthians, com 35 anos, o meia Danilo foi campeão de "tudo" pelo clube - Paulista, Recopa, Brasileiro, Libertadores e Mundial de Clubes -, mas atualmente amarga a reserva sob o comando de Mano Menezes. De contrato renovado até junho de 2015, o camisa 20 foi reserva nos últimos cinco jogos antes da parada do Brasileirão para a Copa do Mundo, mas se diz vivo na briga por uma vaga no time titular para o segundo semestre.

Nesta sexta-feira, primeiro dia após o retorno de Extrema (MG), o meia treinou com o time reserva, derrotado pelos titulares por 1 a 0, com gol de Petros. Após a atividade, também a primeira com time definido e situações de jogo após a parada, Danilo concedeu entrevista coletiva, e avisou que está se preparando para ficar à disposição. E quando a chance aparecer, ele garante, não será desperdiçada.

- Vou trabalhar bastante, da mesma forma que sempe trabalhei desde que cheguei, e buscar meu espaço. Futebol é feito de oportunidades, e todo mundo vai ter. Vou esperar a minha e procurar estar bem para quando entrar não sair mais. Jogo a jogo vou mostrar, porque todo mundo vai jogar. Quem define quem joga é ele (Mano Menezes) e cada um vai buscar seu espaço dentro de campo - comentou Danilo, decisivo na maioria das últimas conquistas do Timão.

No time reserva, Danilo fez companhia ao paraguaio Ángel Romero, recém-contratado do Cerro Porteño. Apesar do jovem de 21 anos ainda estar em adaptação e não ter brilhado na atividade, o novo companheiro tem a confiança do experiente jogador. Do mesmo modo que Elias, velho conhecido e titular já no primeiro treinamento.

- Ele (Romero) é muito bom jogador, já mostrou que é rápido, de qualidade, e vai nos ajudar também. Com certeza ele terá oportunidades, e quanto mais jogadores tiver, maior chance de ganhar o título. Tem desgaste, cartão, então quem vier tem que assumir a responsabilidade - pontuou Danilo, antes de falar sobre a chegada de Elias.

- O Elias é um grande jogador, a gente já sabe. Nossa briga é sadia e ninguém tem lugar garantido, é dessa forma que se faz um grupo forte, porque vamos precisar de todo mundo e com certeza ele vai nos ajudar bastante.