icons.title signature.placeholder Thiago Ferri
13/06/2014
08:16

Opção para reforçar o ataque, Pablo Mouche já demonstra interesse de jogar no Palmeiras com Ricardo Gareca. “Escondido” no Kayserispor (TUR), o jogador entrou na mira do time brasileiro, e seus representantes tentam viabilizar um acordo. Um deles está na Turquia em conversas com o atual time do atacante, enquanto o outro aguarda o desfecho da negociação junto dele, na Argentina. A esperança por parte do atleta, pelo menos, é alta.

De acordo com pessoas próximas ao atacante de 26 anos, é grande seu desejo de atuar no Alviverde, que a partir de segunda-feira terá El Flaco como seu treinador.

Vice-campeão da Libertadores em 2012 com o Boca Juniors (ARG), Mouche já tinha demonstrado interesse em deixar a Turquia há dois meses, quando o clube argentino cogitou seu retorno. Ele havia dito que faria um esforço para retornar ao seu país. O atacante, agora, torce pela evolução das conversas com o Palmeiras, mas tem contra si o prazo de seu contrato com o Kayserispor: até o fim de junho de 2016.


Para tirá-lo da Europa, o Verdão depende ou do pagamento da multa rescisória, ou de um empréstimo. Apesar dos pedidos de Gareca por reforços, a diretoria mantém a posição de não fazer loucuras nem realizar grandes gastos para trazer jogadores. Em 2012, quando o time turco tirou Mouche do Boca, pagou ao clube xeneize 3,5 milhões de euros (cerca de R$ 10 mi atualmente) por 70% dos direitos do jogador.

Embora o Verdão busque um atacante para a vaga deixada por Alan Kardec, o alvo argentino não é centroavante como o atual jogador do São Paulo. Ele atua como segundo atacante, e pode complementar o atual titular, Henrique – artilheiro do time no Brasileirão. Lucas Pratto, do Vélez Sarsfield (ARG), é o sonho para fazer a dupla de ataque gringa, mas está longe.