icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/12/2013
10:31

Celso Roth não assume um clube desde que deixou o Cruzeiro no fim do ano passado. Falcão busca um time desde julho do mesmo ano. Já treinadores como Vanderlei Luxemburgo, Dorival Júnior e Dunga, por exemplo, estão em baixa após trabalhos que não terminaram como o esperado. Em contrapartida, o futebol brasileiro tem visto a ascensão de técnicos antes desconhecidos, que trabalhavam apenas com categorias de base ou iniciantes na profissão.

Nomes como Enderson Moreira, Claudinei Oliveira, Dado Cavalcanti, Marquinhos Santos, Gilmar Dal Pozzo e Sidney Moraes, todos com menos de 44 anos, são a prova disso. É uma nova geração de treinadores que desponta no Brasil.

Enderson Moreira, que começou a trabalhar como técnico em 2004, foi apresentado no fim da tarde da última segunda-feira pelo Grêmio após dois anos e três meses no comando do Goiás. Aos 42 anos, ele ainda soma passagens por Atlético-MG, Cruzeiro, América-MG, Ipatinga, Internacional e Fluminense.

Ainda nesta segunda, Sidney Moraes, até então garantido no Avaí, foi confirmado como o substituto de Jorginho na Ponte Preta. O ex-volante, 36 anos, terá, em Campinas, a sua terceira experiência como treinador. Antes, ele havia comandado o Boa, entre 2012 e este ano, e o Icasa na Série B-2013. A equipe de Juazeiro do Norte buscou uma vaga na elite até a última rodada da Segundona.

Quem mais chama atenção quando o assunto é idade é Dado Cavalcanti, de apenas 31 anos. Ele terá, no ano que vem, o grande desafio da carreira: comandar o Coritiba, após ter ido bem no Paraná.

Gilmar Dal Pozzo, por sua vez, levou a Chapecoense da Série C em 2012 para a Série A de 2014. Os acessos em sequência deixaram o ex-goleiro, de 44 anos, em evidência. Ainda durante a Série B deste ano, ele recebeu proposta tentadora do Criciúma, mas permaneceu no time do Oeste Catarinense e, com o término da Segundona, renovou por mais uma temporada.

Completam a lista: Marquinhos Santos, novidade do Bahia para 2014, e Claudinei Oliveira, novo nome do Goiás. Sobra renovação no futebol brasileiro. Ambos só havia trabalhado com categorias de base - Marquinhos até na Seleção Brasileira - antes de assumirem os times principais de Coritiba e Santos, seus últimos clubes, respectivos.

Sobra renovação entre os técnicos no futebol brasileiro.

A IDADE DOS TÉCNICOS

Rejuvenescimento
Dos 18 técnicos garantidos em clubes da Série A, dois têm menos de 35 anos e são os mais jovens: Dado Cavalcanti e Marquinhos Santos. Quatro têm entre 40 e 45: Enderson Moreira, Claudinei Oliveira, Gilmar dal Pozzo e Gilson Kleina. Outros quatro têm entre 46 e 50: Vagner Mancini, Ney Franco, Vinícius Eutrópio e Cuca. Já os mais experientes passaram dos 60: Abel (61), Oswaldo de Oliveira (63) e Geninho (65).

Poucas indefinições
Com o julgamento realizado nesta segunda no STJD, o Fluminense voltou para a Série A e, assim como o Botafogo, ainda não definiu o seu técnico para a próxima temporada. Já oito clubes que disputarão a elite em 2014 mudaram de treinador após os términos da Primeira Divisão e da Série B deste ano: Bahia, Corinthians, Coritiba, Criciúma, Goiás, Grêmio, Internacional e Santos. Será que terão êxito na temporada que se aproxima?