icons.title signature.placeholder Alexandre Braz
22/03/2014
11:24

Depois de passar por um momento ruim no início do ano, em que acabou perdendo a posição de titular no time reserva do Botafogo na disputa do Campeonato Carioca, Renan superou alguns problemas pessoais e retomou a condição como substituto imediato de Jefferson. De acordo com o jogador, por estas dificuldades, ele perdeu um pouco a concentração no trabalho, prejudicando o seu rendimento.

Entretanto, na derrota para o Boavista, em Saquarema, o goleiro, que chegou a ficar fora até do banco de reservas em algumas partidas, recebeu nova chance do técnico Eduardo Hungaro. Na opinião dele, a sua performance foi boa, o que levou o treinador a mantê-lo para o jogo deste sábado, contra o Nova Iguaçu, em Moça Bonita, no encerramento da participação do Botafogo na competição.

- Estou feliz porque voltei a jogar bem. Tenho um carinho enorme pelo Botafogo e espero sempre jogar bem e retribuir o carinho de todos no clube e dos torcedores. Respeito as decisões da comissão técnica, não estava bem quando saí do time. Mas agora está tudo resolvido e pronto para seguir em frente - disse Renan, comentando sobre a partida contra o time da Baixada:

- O campeonato já foi, mas esta partida vale muito para nós jogadores. Conversamos, entendemos que é uma oportunidade que temos para mostrar nosso valor. É uma motivação a mais. Mesmo sem chance de classificação, temos que fazer o melhor porque defendemos o Botafogo.

Aos 24 anos, Renan já realizou 109 jogos com a camisa alvinegra. Formado nas divisões de base do Botafogo, o jogador conta que recebeu muito apoio para superar as adversidades neste início de ano. Segundo ele, isto foi fundamental para que ele voltasse a jogar rapidamente.

- Senti muito respeito das pessoas por mim, seja no clube ou fora dele. Vi que tudo que já fiz para estar aqui valeu a pena. As pessoas me paravam nas ruas e diziam: Renan, você é bom. Isso é apenas uma fase, vai passar. Nós gostamos de você". Quero fazer o melhor para todos e ajudar o Botafogo - disse o goleiro.