icons.title signature.placeholder RADAR/RNL - O Liberal (PA)
04/02/2015
16:08

A derrota para o Parauapebas no domingo passado, pela abertura do Parazão 2015, colocou um peso extra nos ombros do técnico do Remo, Zé Teodoro, e dos jogadores para o jogo desta quarta-feira, às 20h30, contra o Independente, no Navegantão, em Tucuruí. Diferente da temporada passada, quando cada equipe realizava sete partidas para classificar-se às semifinais do estadual, neste ano o primeiro turno do Parazão tem apenas quatro rodadas. E para o Leão Azul, que briga entre os clubes do interior pela vaga no Brasileiro da Série D, um segundo tropeço pode indicar a perda de 50% de chance de garantir o título da competição e o calendário completo até o fim do ano.

Campeão paraense em 2011, o Galo Elétrico gosta de engrossar para o lado do time de Periçá jogando no Navegantão. Desde que subiu para a elite do Parazão, em 2010, o Tricolor de Tucuruí já realizou seis partidas contra o Remo no estádio Navegantão, com três vitórias para cada lado, com o Independente marcando dez gols e o Remo oito gols, reforçando o equilíbrio total.

Na última vez que Galo e Leão se encontraram lá, o time da capital paraense foi goleado por 3 a 0, pelo primeiro jogo das semifinais do segundo turno do Parazão 2014. Por sorte e tarde inspirada do meia-atacante Ratinho, o Remo reverteu o placar na partida de volta, vencendo por 4 a 0.

Para evitar um vexame duplo na noite desta quarta-feira – de uma segunda derrota e permitir que o Cametá se distancie na liderança do grupo A1 -, Zé Teodoro armará a sua equipe com três homens de marcação no meio de campo. Com a péssima apresentação do meia Fabrício, o treinador remista o substituirá pelo volante Alberto, compondo o sistema com Dadá, Felipe Macena e Alberto, deixando Eduardo Ramos mais solto para armar as jogadas ofensivas. O volante Ilaílson será deslocado para a lateral-direita, pois Levy continua vetado e George Lucas está fora de forma.

Pelo lado do Independente, a ansiedade e euforia tomam conta do vestiário no Navegantão. Com a estreia, o técnico Lecheva espera aproveitar a força da torcida e a pressão e nervosismo do adversário para tentar iniciar a competição com o pé direito, conseguindo a vitória para buscar uma das duas vagas à semifinal.

Ficha Técnica

Independente: Alencar Baú; Léo Rosa, Ezequias, Ivison e Rubran; Jaquinha, Chicão, Kariri e Douglas; Kassio e Daniel. Técnico: Lecheva.

Remo: Fabiano; Ilaílson, Raphael Andrade, Max e Alex Ruan; Dadá, Alberto, Felipe Macena e Eduardo Ramos; Rony e Rafael Paty. Técnico: Zé Teodoro.