icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/11/2014
13:18

O presidente do Olympique de Marselha, Vincent Labrune, foi detido nesta terça-feira. O dirigente é acusado de supostas irregularidades na transferência do atacante Gignac, em 2010. Porém, outros mandatários dos seus clubes também foram presos recentemente. Lembre alguns abaixo.

Uli Hoeness foi condenado enquanto era presidente do Bayern (Foto: Christof Stache/AFP)

O mais simbólico, Uli Hoeness foi preso durante um dos principais momentos da história do Bayern de Munique. Em março deste ano, o dirigente foi condenado a três anos e meio de prisão após ser acusado por fraude de cerca de 28 milhões de euros (R$ 91 milhões) ao Fisco Alemão. Ele resolveu aceitar sua punição, não recorreu, e renunciou ao cargo.

Vale e Azevedo comandou o Benfica entre 1997 e 2000 (Foto: Divulgação)

A relação de João Vale e Azevedo, ex-presidente do Benfica, com a cadeia já é antiga. Foi preso pela primeira vez em 2001, libertado em 2004. Em 2009 foi condenado a 11 anos, entregou-se em 2012, e só deve sair em 2021. O antigo dirigente do Encarnado cumpre pena por outros casos fora do futebol e pelas transferências de quatro jogadores da época em que comandava o clube. As vendas foram para o exterior, e não entregou os 4 milhões de euros (R$ 13 milhões) às Águias.

Josep Lluis Núñez foi presidente do Barcelona por 22 anos (Foto: Divulgação)

Por fim, Josep Lluis Núñez, ex-presidente do Barcelona. O antigo dirigente, empresário do setor de construção civil na Catalunha, foi condenado ao lado do seu filho. Eles são acusados de subornar fiscais da Receita para fazerem "vista grossa" em suas declarações de renda. Terá que cumprir dois anos e dois meses.