icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
05/02/2015
16:41

O Corinthians atropelou o Once Caldas por 4 a 0, no primeiro jogo da fase pré-Libertadores e praticamente garantiu a vaga para a fase de grupos da competição continental. Caso confirme a classificação no jogo de volta contra o time colombiano, o Timão vai cair na chave do São Paulo, Danubio e San Lorenzo. Com a aproximação de um clássico brasileiro na Liberta, o L!Net relembra alguns dos melhores jogos entre clubes brasileiros na história da competição.

Atlético-MG 4 x 1 São Paulo – 2013

Após se enfrentarem na fase de grupo da Libertadores de 2013, Atlético-MG e São Paulo também brigaram por uma vaga nas quartas de final da competição. Após perder por 2 a 1 o jogo de ida no Morumbi, o Tricolor paulista foi para o Independência com o sonho de surpreender o adversário. Porém, o Galo comandado por Ronaldinho Gaúcho & Cia., que conquistou a Liberta daquele ano, não deu chances ao time paulista e aplicou uma goleada por 4 a 1, garantindo a vaga na próxima fase do torneio.

Corinthians 1 x 0 Vasco – 2012

O jogo de volta das quartas de final da Libertadores de 2012 teve todos os ingredientes para ser inesquecível na cabeça dos torcedores. Não é à toa que é considerada por muitos a partida chave para o título do Timão naquele ano. Em grande fase, Corinthians e Vasco faziam um jogo bem equilibrado. No segundo tempo, Diego Souza aproveitou bobeada da zaga corintiano e saiu cara a cara com o goleiro Cássio, que operou um verdadeiro milagre e colocou a bola para fora com a ponta dos dedos. Para ficar completo, a classificação do time paulista veio no fim do jogo, em cabeçada de Paulinho após cobrança de escanteio.

Corinthians 2 x 1 Flamengo – 2010



No duelo entre os times de maior torcida do Brasil pelo segundo jogo das oitavas de final da Libertadores de 2010, o Flamengo saiu mais feliz, mesmo sendo derrotado. Com um Pacaembu lotado, o Timão tinha Ronaldo no ataque e ainda sonhava em conquistar a primeira Libertadores. E a classificação parecia certa após o time abrir 2 a 0 ainda no primeiro tempo. Porém, na etapa final Vágner Love descontou para o Rubro-Negro e garantiu a vaga para a equipe carioca, que tinha vencido o primeiro jogo por 1 a 0, com gol de Adriano, de pênalti.

Fluminense 3 x 1 São Paulo – 2008

Outro jogo épico pelas quartas de final da competição continental foi o duelo de tricolores no Maracanã em 2008. Após perder a partida de ida por 1 a 0, o Fluminense foi para cima e abriu o placar logo no primeiro tempo. Porém, na metade da segunda etapa o São Paulo empatou com Adriano. Precisando de dois gols para avançar a semifinal, o Flu ficou à frente de novo logo em seguida. O gol da classificação foi marcado pelo atacante Washington, aos 46 do segundo tempo, após cobrança de escanteio de Thiago Neves.

Santos 3 x 1 Grêmio – 2007

Disputando uma vaga na final da Libertadores de 2007, o duelo entre Santos e Grêmio foi emocionante. Após perder a primeira partida no Olímpico por 2 a 0, o Santos aproveitou o apoio da sua torcida em casa e partiu para cima do Tricolor gaúcho. O Peixe chegou a fazer três gols, mas Diego Souza fez o gol de honra para o Imortal e garantiu a classificação dos gremistas para a decisão da competição continental.

Internacional 2 x 2 São Paulo – 2006

Na época atual campeão da Libertadores, o São Paulo tentava o título outra vez em 2006 contra um clube brasileiro, desta vez contra o Internacional. Porém, o Colorado foi melhor do que o Tricolor paulista e acabou conquistando seu primeiro título da competição continental. Após vitória no primeiro jogo no Morumbi, o Inter faturou a Liberta após empate dramático no Beira-Rio. O eterno ídolo colorado Fernandão abriu o placar no primeiro tempo, mas Fabão empatou logo no início da segunda etapa. Tinga virou o jogo para o Inter e Lenílson empatou mais uma vez para o São Paulo.

São Paulo 4 x 0 Atlético-PR – 2005



A final da Libertadores de 2005 foi disputada por dois clubes brasileiros. O São Paulo não deu chances para o Atlético-PR na decisão da competição continental e goleou por 4 a 0, jogando para um Morumbi lotado. Amoroso abriu o placar de cabeça. Também de cabeça, o zagueiro Fabão ampliou o placar. Luizão fez o terceiro gol tricolor e Diego Tardelli fez o gol que fechou o placar e deu o tricampeonato da Libertadores ao São Paulo.

Palmeiras 3 (5) x 2 (4) Corinthians - 2000

Eliminado pelo Palmeiras em 1999, o Corinthians buscava a revanche contra o Verdão na semifinal da Libertadores de 2000. O primeiro jogo entre os rivais terminou em 4 a 3 para o Timão, com gol salvador de Vampeta no final. A segunda partida foi histórica e está presente até hoje na memório dos torcedores dos dois clubes. Precisando vencer, o Palmeiras abriu o placar com Euller no primeiro tempo. O Corinthians virou com dois gols do atacante Luizão. Porém, o Palmeiras conseguiu ficar à frente de novo com gols Alex e Galeano. Com o resultado, a classificação foi decidida nos pênaltis. Os palmeirenses converteram todas as cinco cobranças e viram Marcos operar um milagre defendendo o pênalti de Marcelinho Carioca, principal batedor corintiano.

Vasco 2 x 4 Palmeiras – 1999

O Palmeiras foi buscar a classificação para as quartas de final da Libertadores de 1999 dentro de São Januário, contra o Vasco, na época o atual campeão da competição e com um grande time. A primeira etapa terminou em 2 a 2, com Luizão e Ramon marcando para o Cruz-Maltino e Paulo Nunes e Alex para o Verdão. Na segunda etapa, Alex e Arce garantiram a vitória do time paulista e a classificação para a próxima fase. O Palmeiras acabou conquistando o título no final.

Vasco 1 x 0 Grêmio – 1998

Rivais na fase de grupos da competição em 1998, Vasco e Grêmio também se enfrentaram nas quartas de final da competição. Após jogo equilibrado e empate em 1 a 1 no Olímpico, os dois times protagonizaram um belo duelo em São Januário no jogo de volta. O gol da vitória que deu a classificação ao Cruz-Maltino foi marcado por Pedrinho. O acabou campeão da Libertadores em 1998.

Palmeiras 5 x 1 Grêmio - 1995

O embate mais maluco entre brasileiros aconteceu entre paulistas e gaúchos em 1995. De um lado, o Palmeiras com uma infinidades de craques e atual bicampeão brasileiro como credenciais. Do outro, o Grêmio com um time ao gosto do futebol do Sul do país: aguerrido e cheio de raça. Após vencer o primeiro jogo no Olímpico por 5 a 0, todos apontavam que o Palmeiras já estava eliminado. No entanto, no Palestra Itália, a equipe paulista conseguiu devolver os cinco gols. O problema foi que Jardel fez um para o Tricolor gaúcho, que seria o campeão da Libertadores daquele ano.

São Paulo 2 x 0 Flamengo - 1993

O duelo entre o atual campeão da Libertadores e Brasileiro foi marcante na edição da Libertadores de 1993. Nas quartas de final, o primeiro jogo no Maracanã foi equilibrado e terminou empatado em 1 a 1. Na volta, no Morumbi, o São Paulo foi superior e superou os cariocas por 2 a 0. Depois, os comandados de Telê Santana seguiram firme rumo ao bicampeonato sul-americano.

Flamengo x Atlético-MG - 1981

O encontro mais polêmico entre clubes brasileiros, que gerou em uma das maiores rivalidades nacionais, aconteceu na edição de 1981. Flamengo e Atlético-MG, donos dos melhores times do país e que decidiram o Brasileiro do ano anterior, estavam no Grupo 3. Com dois empates em 2 a 2 e campanha idêntica, foi necessário um jogo-extra para definir o primeiro colocado da chave. Em um campo neutro (Serra Dourada) as equipes decidiam quem avançaria na competição. Quase no fim do primeiro tempo, o árbitro Jose Roberto Wright expulsou o Reinaldo por uma falta. A decisão gerou revolta de todos os jogadores do Galo. No fim, mais quatro jogadores do time mineiro levaram vermelho e o Flamengo foi considerado vencedor do duelo. O Rubro-Negro levaria o título posteriormente.

Cruzeiro 5 x 4 Internacional - 1976

O Mineirão foi o palco do jogo mais equilibrado e movimentado entre brasileiros da história da Libertadores. Com um desfile de craques em campo em ambos os lados, a Raposa deu o troco pela perda do título brasileiro no ano anterior. Com gols de Palinha, Nelinho e Joãozinho, o time celeste superou o Colorado em partida com nove gols. Era o prenúncio de que o título iria para Minas Gerais.

Botafogo 0 x 4 Santos - 1963

O confronto pode ser considerado o mais importante entre clubes brasileiros. Afinal, de um lado um time tinha Garrincha. Do outro, ninguém menos que Pelé. Além disso, os Alvinegros carioca e paulista tinha uma dúzia de craques como Zagallo, Nilton Santos, Coutinho, Pepe entre outros. No primeiro jogo, em São Paulo, empate em 1 a 1. No Maracanã, melhor para Pelé, que marcou três vezes, na goleada por 4 a 0 do futuro campeão da Libertadores daquele ano.