icons.title signature.placeholder Renato Rodrigues e Rodrigo Vessoni
23/12/2013
10:05

Confirmado como primeiro reforço do Corinthians para a temporada 2014, o lateral-esquerdo Uendel, de 25 anos, terá a grande oportunidade de sua vida para, enfim, provar que também é jogador de clube grande. Ele já passou por Fluminense, Flamengo, Grêmio, mas ainda não se firmou. Tempo para isso não vai faltar.

Confiante que o novo contratado vai cumprir as expectativas de ser uma boa sombra para o titular Fábio Santos, o Corinthians firmará um contrato de quatro temporadas com o atleta, que se destacou pela Ponte Preta em 2013.

Depois de deixar tudo encaminhado para o acerto na última semana, empresários e diretoria alvinegra bateram o martelo no negócio durante o fim de semana. Fernando Garcia – empresário que já havia ajudado o Corinthians a contratar o zagueiro Cleber e que é irmão de Paulo Garcia, conselheiro de oposição ao presidente Mário Gobbi – entrou como um dos investidores e terá participação nos direitos econômicos do lateral-esquerdo.

Uendel chegou a passar alguns dias na capital paulista para acompanhar de perto a negociação e até adiantar os exames médicos. Como as conversas foram concretizadas em cima da véspera de Natal, o jogador seguiu viagem com a família para a França, onde passará as festas de fim de ano. Com isso, só realizará exames ortopédicos e cardíacos nos primeiros dias de janeiro. A assinatura de contrato vem logo depois.

Se cumprir o longo período de vínculo com o Timão, será a primeira vez em sua carreira profissional que ele permanecerá defendendo uma só camisa por tanto tempo. Seu recorde até agora é na própria Ponte Preta, onde ficou por três temporadas. Antes disso, atingiu o número somente no Criciúma, pelo qual foi revelado e despertou o interesse do Flu. Com passagens apagadas também por Flamengo e Grêmio, foi em Campinas que ele brilhou para o futebol.

No Timão, deverá ter a sua chance de ouro ao lado de Mano Menezes. Chegou a hora de dar certo!


Jogadores que rodaram, se identificaram no Corinthians e servem de exemplo para Uendel

Alessandro
Lateral-direito jogou por Flamengo, Palmeiras, Grêmio e Santos antes de se transferir para o Parque São Jorge. Em seis anos, conquistou oito títulos. Fez história.

Chicão
Mogi Mirim, Portuguesa santista, América-SP, Juventude e Figueirense antes de fazer história no Corinthians, oito títulos em cerca de seis anos de Pq. São Jorge.

Leandro Castán
Atlético-MG, Barueri e até o sueco Helsingborgs, antes do Timão e de ser campeão brasileiro e da Libertadores. Hoje, atua pela Roma, da Itália.

Ralf
Taboão (SP), Imperatriz (MA), XV de Jaú (SP), Gama (DF), Noroeste e Barueri (SP). Volante vestiu essas camisas antes de brilhar e ser multicampeão no Timão.

Paulinho
Pão de Açúcar (SP), Vilnius, da Lituânia, Lodzki, da Polônia, e Bragantino. Paulinho rodou bastante mundo à fora antes de virar referência da Fiel.

Jorge Henrique
Náutico, Atlético-PR, Santo André, Ceará, Santa Cruz e Botafogo. Atacante também rodou antes de ganhar títulos pelo Corinthians.


Sobe e desce

Reformulação!
O mau desempenho do time no Brasileirão-13 se virou contra os atletas mais velhos. Necessidade de reformular deve jogar a favor de Uendel. Mas lateral precisa ter paciência para esperar sua vez.

Fábio Santos, o cara!
Uendel chegará para ocupar uma posição que tem dono desde o início de 2011. Fábio Santos jamais arrancou suspiros no torcedor, mas a regularidade, principalmente defensiva, deram status de titular.