icons.title signature.placeholder Rafael Sandrão
24/11/2013
15:43

Até São Pedro se rendeu ao alemão Sebastian Vettel. Sem dar chances para seus concorrentes, o alemão da Red Bull venceu o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1, no autódromo de Interlagos, neste domingo. Foi a nona vitória consecutiva do alemão, que já havia conquistado o título da temporada e é o piloto mais jovem a conquistar o tetracampeonato da categoria.

Em sua despedida da Fórmula 1, o australiano Mark Webber completou a dobradinha da equipe austríaca. O espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, completou o pódio em Interlagos.

Com bom desempenho pela McLaren, o britânico Jenson Button foi o quarto colocado. Nico Rosberg, da Mercedes, foi o quinto, e Sergio Pérez, da McLaren, o sexto.

Prejudicado por conta de uma passagem pelos boxes, o brasileiro Felipe Massa foi apenas o sétimo colocado, seguido por Nico Hulkenberg, da Sauber. Também punido, Lewis Hamilton foi o décimo.

A CORRIDA

Um início diferente do que imaginávamos: foi assim que começou o GP Brasil. Logo na largada, Nico Rosberg, da Mercedes, mostrou ousadia e passou o compatriota Sebastian Vettel, da Red Bull. Porém, como a escrita das últimas oito provas, o tetracampeão não deixou isso ir longe e, no fim da primeira volta, ultrapassou Rosberg. Com atitude, Massa pulou da nona para a sexta colocação. Alonso, que saiu em segundo, caiu para quarto.

A partir daí, a diferença de Vettel só aumentou e ele foi deixando os oponentes para trás, seguindo livre para sua nona vitória consecutiva na temporada - algo inédito até então. Rosberg foi caindo gradativamente no grid, e o primeiro pit stop da equipe o prejudicou ainda mais. Após as primeiras paradas, a classificação se desenhou com os dois carros da Red Bull nas duas primeiras colocações (Vettel e Webber), seguidos por Alonso e Massa, ambos da Ferrari.

O brasileiro se manteve na posição até o momento que foi punido com uma passagem nos boxes por ter passado na linha branca dos boxes em sua parada. A punição prejudicou o piloto, que caiu para a oitava posição. Enquanto isso, a surpresa ficava por conta dos carros da McLaren, que largaram longe das primeiras posições e, durante a carrida, estiveram sempre entre os dez primeiros.

Entre as voltas 40 e 50, a classificação caminhava com: Vettel, Webber, Alonso, Hamilton, Button, Rosberg, Pérez e Massa. Até que o polêmico Lewis Hamilton se chocou com o retardatário Valtteri Bottas, da Williams, e foi punido com um drive-through, caindo para a 11ª posição. O finlandês, por sua vez, abandonou o GP Brasil.

Esse foi o último grande capítulo da prova, que terminou novamente com a vitória de Vettel. Foi a nona vez consecutiva que o alemão escutou o hino no degrau mais alto do pódio. Em sua última corrida pela Ferrari, Massa foi sétimo.

Confira a classificação da prova

1) Sebastian Vettel   (ALE/RBR)  - 1h32m36s300
2) Mark Webber        (AUS/RBR)    + 10s452
3) Fernando Alonso    (ESP/Ferrari)    +  18s9
4) Jenson Button      (ING/McLaren)   +   37s3
5) Nico Rosberg       (ALE/Mercedes   +   39s0
6) Sergio Pérez       (MEX/McLaren)   +   44s0
7) Felipe Massa       (BRA/Ferrari)  +  49s1
8) Nico Hulkenberg    (ALE/Sauber)    + 1m04s2
9) Lewis Hamilton     (ING/Mercedes)   +  1m12s9
10) Daniel Ricciardo   (AUS/STR)   + 1 volta
11) Paul di Resta      (ESC/Force India) + 1 volta
12) Esteban Gutiérrez  (MEX/Sauber)  + 1 volta
13) Adrian Sutil       (ALE/Force India) + 1 volta
14) Heikki Kovalainen  (FIN/Lotus)  + 1 volta
15) Jean-Eric Vergne   (FRA/STR)  + 1 volta
16) Pastor Maldonado   (VEN/Williams) + 1 volta
17) Jules Bianchi      (FRAMarussia)   + 2 voltas
18) Giedo van der Garde (HOL/Caterham)  +  2 voltas
19) Max Chilton   (ING/Marussia)  +   2 voltas
Abandonaram
20) Charles Pic    (FRA/Caterham)
21) Valtteri Bottas   (FIN/Williams)  
22) Romain Grosjean  (FRA/Lotus)