icons.title signature.placeholder Felipe Bolguese e Rodrigo Vessoni
24/02/2015
20:43

O Corinthians já considerava como certa a saída de Jadson para o Jiangsu Sainty, da China. No entanto, após o treino desta terça-feira, o clube recebeu uma informação que pode causar reviravolta: o meia ficou indeciso e pode desistir de se transferir neste momento. A janela de transferências do mercado chinês será fechada nesta sexta e uma decisão definitiva precisará ser tomada em breve.

A indecisão de Jadson é consequência do que ouviu de pessoas próximas - companheiros de clube, amigos, familiares e membros da comissão técnica -, além de indefinições em relação à parte financeira da própria negociação, que envolve seus empresários. O LANCE!Net entrou em contato com o assessor de imprensa do jogador, que informou não ter qualquer decisão para ser passada de forma oficial.

A possibilidade da ida do meia para a China, que era dada como certa, esquentou de vez quando o Corinthians recebeu um documento do Jiangsu avisando do depósito do valor da multa rescisória, de 5 milhões de euros (cerca de R$ 16 milhões). O clube detém apenas 30% dos direitos econômicos - o que dá cerca de R$ 4,8 milhões. A diretoria, em conversas com os representantes do camisa 10, ouviu que este era o desejo do cliente e que a saída era inevitável.

Em entrevistas nos últimos dias, o presidente Roberto de Andrade e o diretor de futebol Sérgio Janikian afirmaram que estavam de mãos atadas e que o Corinthians nada poderia fazer. Avisada, a comissão técnica decidiu tirá-lo da lista de relacionados para o duelo diante do Linense, em Lins, nesta quarta-feira, pelo Paulistão. Agora, porém, se a situação mudar, ele já poderá ser reintegrado e fazer parte da equipe nos duelo contra Mogi Mirim, no domingo, e viajar com o grupo para o jogo diante do San Lorenzo (ARG), na próxima quarta-feira, na Argentina, pela Copa Libertadores.