icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
28/06/2014
11:53

Com a Copa do Mundo rolando e os campeonatos europeus de férias, o Real Madrid não esquece de um dos seus jogadores que ainda está no Brasil, Sami Khedira. O retorno do alemão está longe de acontecer, já que a Alemanha é uma das favoritas ao título Mundial. Segundo o diário espanhol "AS" no clube estão cada vez mais fortes as vozes que defendem um afastamento do meio-campista por conta da sua pedida para renovação de contrato.

Alguns dirigentes no Santiago Bernabéu sugerem que o alemão está pedindo muito dinheiro com a renovação do seu contrato e, embora considerem Khedira importante, não parecem dispostos a dar altos salários mas, pelo contrário, levantar dinheiro com ele . Eles estão convencidos de que chegarão grandes ofertas para o alemão e a intenção é que o dinheiro sirva para o fortalecimento do plantel com uma ou talvez duas contratações.

Uma vez recuperado de sua grave lesão e disposto a apresentar novamente uma grande performance, a sua presença no Mundial é uma vitrine para os times europeus com potencial para concretizar uma futura negociação. Em Madrid acreditam que chegarão neste verão ofertas de mais de 30 milhões de euros (R$ 90 milhões) assim como no ínicio da temporada passada, quando os dirigentes não quiseram sua saída. O Manchester United de Van Gaal, seu principal pretendente em 2013 poderia voltar para a abrir nefgociação assim que acabasse a Copa do Mundo, assim como Liverpool, que irá fazer caixa com Luis Suarez.

No entanto, nem tudo pode ser tão fácil assim para os clubes interessados. Ancelotti reiterou mais de uma vez sua confiança em Khedira e pretende continuar contando com o atleta na próxima temporada. O grande problema é que ele não é considerado um jogador indiscutível e insubstituível pelos dirigentes, por isso, o clube poderia vender um jogador que sempre foi elogiado por Ancelotti.