icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
10/04/2014
14:37

Mesmo três anos depois de já ter deixado o Ultimate, Randy Couture continua tendo problemas com o dirigente Dana White. Agora, Randy tomou as dores de seu filho, Ryan Couture, e culpou o presidente do UFC pela demissão de Ryan da organização. Randy criticou a escolha de Ross Pearson para ser o primeiro adversário de seu filho na franquia e ainda afirmou que Dana o proibiu de ficar no córner de Ryan enquanto ele estivesse no Ultimate.

- Não acho que foi justo colocá-lo contra Ross Pearson em sua estreia do UFC. Ryan era capaz de vencê-lo? Sim, acho que ele provou isso no primeiro round. Mas, Ross é um cara experiente e conseguiu virar a luta. Acho que Dana estava tentando me atingir, não deixando eu ficar no córner do meu filho na luta mais importante de sua vida. Já na sua segunda luta, acho que ele poderia vencer, mas depois de sua derrota para Pearson, sua confiança estava no chão. As coisas não saíram bem e eu não pude estar lá para ajudá-lo como fiz em todas suas outras lutas. Tudo por causa do Dana. Acho que nisso ele passou dos limites, porque não se mexe com a família de alguém. Mas, é assim que Dana faz. Conheço ele bem - afirmou o ex-lutador, de acordo com o site americano "MMA Mania".

Randy Couture e Dana White são desafetos declarados desde que o 'The Natural' era atleta do UFC. Já seu filho não teve uma carreira muito longa na franquia. Ryan Couture estreou pelo Ultimate em abril do ano passado e, após duas derrotas consecutivas, acabou sendo dispensado da organização.