icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/11/2013
20:18

O sonolento empate com o Vasco neste domingo foi a primeira partida de Tite após o anúncio de que o técnico não continuará no clube após o término de seu contrato, no fim deste ano. E até entre os jogadores foi perceptível a emoção do treinador no Pacaembu, conforme Ralf, volante alvinegro, explicou:

- O Tite estava com um semblante diferente hoje (domingo) - afirmou o camisa 5, que pediu uma homenagem ao comandante, o segundo com maior número de jogos na história do clube.

- Tem que fazer uma homenagem, é um cara vencedor, ele merece ter alguma coisa.  A gente não podia fazer nada, ele vai seguir a vida, esperamos que ele seja feliz, foi um pai para nós, um grande cara - acrescentou.

Depois de vencer no primeiro semestre o Paulista e Recopa Sul-Americana, o Timão faz campanha modesta no Brasileiro, com chances muito pequenas de classificação à Libertadores. Apesar do momento ruim do time que se acostumou a ganhar nos últimos três anos, o meio-campista se negou a falar em fim de ciclo no clube.

- Difícil falar em ciclo. Cheguei aqui faz tempo, acaba quando acaba o contrato, quando não renova. Não acho que tenha a ver isso - disse.

- Foi um primeiro semestre com títulos. Tivemos os méritos, o Brasileiro não tem sido da forma que esperávamos. Temos de correr atrás. A diretoria vai ver o que é melhor, se vai sair gente, se vai vir, o ano praticamente acabou, sabemos disso, mas temos que elevar o Corinthians, temos de ser profissionais - completou.