icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
15/11/2013
15:05

Contratado no ano passado para suprir a ausência de Leandro Damião, o centroavante Rafael Moura vive um período ruim no Internacional. O próprio não entende a razão de não conseguir marcar com a camisa colorada - o último foi no dia 10 de outubro, na derrota para o Flamengo. No total, são só seis gols em sua passagem pelo clube gaúcho, em 40 partidas. Em 2013, são quatro gols em 26 jogos. Mais uma vez, o centroavante recebeu chance de Clemer, contra o Atlético-MG. E teve duas chances de finalizar dentro da área, sem sucesso.

- Nem sei o que dizer. Treino todo dia, vocês acompanham. Primeiro a chegar, último a sair, mas apesar do tom, não vou desanimar, outras oportunidades vão surgir e a bola tem que entrar. Não é possível o que está acontecendo - desabafou He-Man.

E MAIS:
> Inter cita ética para evitar contatos com técnico e vê mercado 'borbulhando'
> Colorado detecta problemas e garante 'providências' após temporada ruim

O jogador foi contratado no meio do ano passado. O Inter investiu alto junto ao Fluminense e também paga um dos salários altos do elenco ao centroavante. O técnico Clemer mantém a confiança no He-Man e espera uma recuperação. O jogador pode ser opção para o jogo com o Goiás, no domingo. A recuperação de Leandro Damião é incerta, e o técnico admitiu que a estratégia com Caio na frente não deu certo.

- Difícil, é uma situação que só ele pode tirar. Ele trabalha muito, mas a coisa no campo não está acontecendo. O único atacante de área era ele, minha esperança era ele, Scocco está fora, Dmaião lesionado, Forlán na seleção. Falta de trabalho não é, trabalhamos forte. Mas uma hora a bola vai entrar, temos que ajudar ele - avaliou o treinador alvirrubro.