icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
02/04/2014
23:58

O Sport fez bom uso do fator casa nesta quarta-feira, e derrotou o Ceará por 2 a 0, na partida de ida da grande decisão da Copa do Nordeste. Foi uma batalha campal. Quando faltou técnica, sobrou raça aos donos da casa, que constroem uma vantagem importante para a segunda mão. Na próxima terça, as equipes voltam a se encontrar, desta vez na Arena Castelão, para decidir o campeão.

Aproveitando a pressão da torcida na Ilha do Retiro, o Leão foi como um rolo compressor para cima do adversário no primeiro tempo. Logo aos dez minutos, Ananias cruzou, Neto Baiano ganhou da zaga e tirou do goleiro Luís Carlos para levar a torcida rubro-negra ao delírio.

Mesmo com a vantagem no placar, os donos da casa seguiam jogando à frente, com vontade de resolver a parada ainda na partida de ida. Os anfitriões martelaram bastante após a abertura do placar, mas quando não era o camisa 1 do Vozão que salvava, era a zaga bem postada.

Na etapa complementar, o Vozão voltou centrado, atuando no campo de ataque e empurrando o Leão para o campo de defesa. As válvulas de escape com Magno Alves e Ricardinho funcionavam, mas faltava finalizar à baliza adversária.

O Sport poderia ter chegado ao segundo, caso o árbitro não tivesse anulado gol de Ananias. Após chute de Danilo, o goleiro Luís Carlos tentou defender em dois tempos, mas perdeu a bola para Neto Baiano, que tocou de calcanhar para o companheiro balançar as redes. O árbitro, no entanto, assinalou falta no camisa 1 do Alvinegro.

Aos 33 minutos, o volante João Marcos, do Ceará, foi expulso. O Leão veio para a pressão total, e aos 40 minutos, conseguiu ampliar a vantagem. Após cruzamento de Patric pela direita, a bola atravessou toda a extensão da área, e Danilo completou no segundo pau, estufando as redes. Acabou sendo a recompensa para a equipe, que se não é um primor técnico, pelo menos não tirou a cabeça do jogo por um segundo que fosse.