icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
15/02/2015
19:35

A noite de quinta-feira, quando foi ovacionado pela torcida depois da boa partida contra o Macaé, não vai sair da cabeça de Nei tão cedo. Mas o lateral-direito ainda quer mais para que sua passagem pelo Vasco possa ser considerada positiva.

– Por onde eu passei fui campeão, por onde eu passei fui capitão, por onde eu passei fui titular. Por que eu cheguei num time de tamanha dimensão e não ia conseguir? Por onde eu passar quero ser vencedor. Quero terminar, quando terminar minha carreira, ter tudo que um vencedor tem. Aqui não pode ser diferente. Não com a história, com a torcida que o Vasco tem. Quero sair daqui com a cabeça erguida. Com a certeza de que fiz o meu melhor e conquistei um título – confessou em entrevista à VascoTV.

Nei ficou 15 meses afastado. Depois de cinco jogos e muitas críticas ainda em 2013, não foi utilizado e ficou treinando separadamente até o início deste ano. No começo da pré-temporada, ele teve uma reunião com a diretoria vascaína na qual convenceu a cúpula a aceitar o seu retorno ao time.
Como concorrentes na posição ele tem Madson e Jean Patrick, que estão lesionados.