icons.title signature.placeholder João Matheus Ferreira
icons.title signature.placeholder João Matheus Ferreira
12/07/2013
09:30

Deco, Thiago Neves, Wellington Nem e Fred. O quarteto ofensivo do Fluminense, que foi considerado o melhor do futebol brasileiro no ano passado, já não é mais uma realidade nas Laranjeiras. Nesta janela de transferências, Thiago Neves foi vendido para o Al Hilal, da Arábia Saudita, e Wellington Nem negociado com o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia. Deco sofreu com problemas de lesão e doping e pouco jogou em 2013. Assim, o artilheiro Fred é o único que segue firme como titular.

Com as ausências, o ataque tricolor ganhou uma nova formação nesta temporada. O meia Wágner e o atacante Rafael Sobis, que eram reservas em 2012, viraram titulares e ambos estão correspondendo às expectativas. O camisa 23, por exemplo, é o artilheiro do time na temporada, com oito gols. Rhayner, contratado no início do ano para compor elenco, completa o quarteto titular do Fluminense.

- Não mudou nada taticamente, pois temos uma forma de jogar há algum tempo. Mas muda um pouco as características. O Nem, tecnicamente, era muito forte. O Thiago, taticamente, muito inteligente. Mas tenho o Sobis, que também é muito inteligente. Posso fazer com o Wágner o que fazia com o Thiago. Ainda tenho o Rhayner e o Kenedy - comentou o técnico Abel Braga.

Apesar disso, nesta temporada foram raras as oportunidades que Abelão contou com os quatro disponíveis. Thiago Neves sofreu três estiramentos na panturrilha esquerda, enquanto Deco teve diversas lesões e ainda foi pego no exame antidoping. Fred, por sua vez, parou um mês por lesão e ainda ficou com a Seleção Brasileira em vários períodos. Wellington Nem foi o único que não sofreu muitos problemas, mas também foi o primeiro a ser negociado para o exterior.

Para os próximos jogos, há possibilidade de Deco voltar ao time titular, pois está liberado para jogar. Essa deve ser a única mudança prevista. Afinal, como o clube está passando por dificuldades financeiras, a diretoria não pretende contratar ninguém no segundo semestre.

- A expectativa é repor no nosso próprio elenco. O Fluminense, e isso todos vocês sabem, não pode e não tem disposição e condições financeiras de sair no mercado e encontrar, principalmente, um jogador do nível do Thiago Neves e do Wellington Nem - comentou o diretor Rodrigo Caetano.

Deco, Thiago Neves, Wellington Nem e Fred. O quarteto ofensivo do Fluminense, que foi considerado o melhor do futebol brasileiro no ano passado, já não é mais uma realidade nas Laranjeiras. Nesta janela de transferências, Thiago Neves foi vendido para o Al Hilal, da Arábia Saudita, e Wellington Nem negociado com o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia. Deco sofreu com problemas de lesão e doping e pouco jogou em 2013. Assim, o artilheiro Fred é o único que segue firme como titular.

Com as ausências, o ataque tricolor ganhou uma nova formação nesta temporada. O meia Wágner e o atacante Rafael Sobis, que eram reservas em 2012, viraram titulares e ambos estão correspondendo às expectativas. O camisa 23, por exemplo, é o artilheiro do time na temporada, com oito gols. Rhayner, contratado no início do ano para compor elenco, completa o quarteto titular do Fluminense.

- Não mudou nada taticamente, pois temos uma forma de jogar há algum tempo. Mas muda um pouco as características. O Nem, tecnicamente, era muito forte. O Thiago, taticamente, muito inteligente. Mas tenho o Sobis, que também é muito inteligente. Posso fazer com o Wágner o que fazia com o Thiago. Ainda tenho o Rhayner e o Kenedy - comentou o técnico Abel Braga.

Apesar disso, nesta temporada foram raras as oportunidades que Abelão contou com os quatro disponíveis. Thiago Neves sofreu três estiramentos na panturrilha esquerda, enquanto Deco teve diversas lesões e ainda foi pego no exame antidoping. Fred, por sua vez, parou um mês por lesão e ainda ficou com a Seleção Brasileira em vários períodos. Wellington Nem foi o único que não sofreu muitos problemas, mas também foi o primeiro a ser negociado para o exterior.

Para os próximos jogos, há possibilidade de Deco voltar ao time titular, pois está liberado para jogar. Essa deve ser a única mudança prevista. Afinal, como o clube está passando por dificuldades financeiras, a diretoria não pretende contratar ninguém no segundo semestre.

- A expectativa é repor no nosso próprio elenco. O Fluminense, e isso todos vocês sabem, não pode e não tem disposição e condições financeiras de sair no mercado e encontrar, principalmente, um jogador do nível do Thiago Neves e do Wellington Nem - comentou o diretor Rodrigo Caetano.