icons.title signature.placeholder Bruno Cassucci
icons.title signature.placeholder Bruno Cassucci
09/07/2013
08:05

A possível volta de Robinho ao Santos anima não apenas a torcida alvinegra, mas também ao meia Montillo. O camisa 10 torce para que haja acordo entre Peixe e Milan e que o Rei do Drible retorne à Vila Belmiro.

Em entrevista ao LANCE!Net, o argentino destacou a importância da presença do ídolo santista no atual jovem elenco alvinegro.

- Todo jogador que chegar para ajudar o time será bem recebido, ainda mais o Robinho, com a qualidade que tem. Sem falar no que ele vai representar para a molecada. Tomara que possa dar certo. Não posso falar muito pois não sou da diretoria, mas torço para que a negociação tenha sucesso - afirmou.

Aos 29 anos, Montillo é um dos mais experientes jogadores do Santos. No último domingo, após a vitória no clássico contra o São Paulo, quando foi um dos destaques do time, ele comentou sobre a juventido da equipe.

- O time tem muitos meninos. Tem que levar aos poucos. Não pode jogar a responsabilidade para eles. Nós, os maiores, temos de assumir a responsabilidade - disse.

A possível volta de Robinho ao Santos anima não apenas a torcida alvinegra, mas também ao meia Montillo. O camisa 10 torce para que haja acordo entre Peixe e Milan e que o Rei do Drible retorne à Vila Belmiro.

Em entrevista ao LANCE!Net, o argentino destacou a importância da presença do ídolo santista no atual jovem elenco alvinegro.

- Todo jogador que chegar para ajudar o time será bem recebido, ainda mais o Robinho, com a qualidade que tem. Sem falar no que ele vai representar para a molecada. Tomara que possa dar certo. Não posso falar muito pois não sou da diretoria, mas torço para que a negociação tenha sucesso - afirmou.

Aos 29 anos, Montillo é um dos mais experientes jogadores do Santos. No último domingo, após a vitória no clássico contra o São Paulo, quando foi um dos destaques do time, ele comentou sobre a juventido da equipe.

- O time tem muitos meninos. Tem que levar aos poucos. Não pode jogar a responsabilidade para eles. Nós, os maiores, temos de assumir a responsabilidade - disse.