icons.title signature.placeholder Bruno Andrade
04/07/2014
22:10

A Copa do Mundo de 2014 e, principalmente, a Seleção Brasileira, perderam o talento e os gols do craque Neymar, que fraturou uma vértebra após receber uma joelhada nas costas de Zúñiga, nesta sexta-feira, durante a vitória do Brasil sobre a Colômbia, por 2 a 1, no Castelão, em Fortaleza. Mas outros Mundias e, automaticamente, outras seleções, também sofreram grandes ausências durante a competição, algumas por graves lesões, outras por severas punições.

A reportagem do LANCE!Net levantou alguns casos famosos, entre eles, dois envolvendo o próprio Brasil: Leônidas da Silva, na Copa da França de 1938, e Pelé, na Copa do Chile de 1962. Confira a lista abaixo:

1938 - Leônidas
Após sentir uma lesão nas quartas de final, contra a Tchecoslováquia, o brasileiro Leônidas da Silva foi poupado pelo técnico Adhemar Pimenta mo duelo da semifinal contra a Itália. Brasil perdeu e deu adeus à Copa do Mundo de 1938.

1954 - Puskás
Craque da Hungria em 1954, Puskás foi um dos destaques da seleção que bateu os alemães por 8 a 3, na primeira fase. Lesionado na mesma partida contra os alemães, ele teve de ficar 14 dias longe dos gramados. Voltou na final para ver a vingança germânica, que levou venceu a decisão por 3 a 2.

1962 - Pelé
Pelé já era visto como a grande estrela da Copa de 1962, quando o Brasil tentava o bicampeonato mundial. Diante da Tchecoslováquia, na primeira fase, o camisa 10 se machucou e perdeu o resto da competição. Amarildo virou titular e foi um dos jogadores mais importantes na conquista do título.


1990 - Pumpido
O goleiro argentino Pumpido quebrou a perna na partida contra a União Soviética na fase de grupos do Mundial de 1990 e precisou abandonar a competição. Com Goycochea no gol, a Argentina chegou à final, mas acabou derrotada pela forte Alemanha.

1994 - Maradona
Na Copa de 1994, o craque argentino Diego Maradona recebeu 15 meses de suspensão do futebol após ser pego no doping pelo uso de efedrina. O exame aconteceu ainda na primeira fase do torneio. Sem o camisa 10, os hermanos foram eliminados pela Romênia nas oitavas de final.

1994 - Ricardo Rocha
O zagueiro brasileiro Ricardo Rocha teve problemas musculares logo na estreia da Copa do Mundo de 1994, contra a Rússia. Afastado dos gramados, ele acabou perdendo o resto da campanha do tetracampeonato nos Estados Unidos.

2006 - Nesta
O zagueiro italiano Alessandro Nesta jogou apenas a fase de grupos em 2006 e teve problemas musculares. Nesta não retornou nem sequer na decisão, quando a Itália venceu a França nos pênaltis. Ele foi substituído por Marco Materazzi, autor do gol na final e responsável pela expulsão de Zidane.

2014 - Suárez
Suspenso por nove jogos e banido temporariamente do futebol por quatro meses por ter mordido o zagueiro italiano Chiellini na última partida da fase de grupos da Copa de 2014, o atacante desfalcou o Uruguai nas oitavas de final contra a Colômbia. Os uruguaios perderam por 2 a 0 e foram eliminados.