icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
26/07/2013
16:02

Líder da classificação geral da temporada 2013 de Fórmula 1, o alemão Sebastian Vettel pode se tornar este ano apenas o terceiro piloto da história a obter quatro títulos consecutivos da F1, ao lado de Michael Schumacher e Juan Manuel Fangio. O primeiro, inclusive, é classificado como um herói para o atual piloto da Red Bull.

Em entrevista ao site oficial da Fórmula 1, Vettel não só exaltou Schumacher, como ressaltou que sonhava em correr pela Ferrari quando criança:

- Sonhava sim em correr pela Ferrari. Como meu herói, Michael Schumacher estava vestindo vermelho. Como criança, eu sonhava em substituir o meu ídolo, mas hoje em dia eu vejo isso de forma diferente. Estou muito feliz vestindo o azul de minha equipe.

O piloto alemão ainda fez questão de não se envolver com a questão da saída do australiano Mark Webber, seu atual companheiro na Red Bull, da Fórmula 1 - os dois trocaram farpas no Grande Prémio da Malásia este ano após Vettel operar ultrapassagem perigosa em seu companheiro. Para ele, Webber tem poder sobre seu destino e poderia ter permanecido.

- Não me acho responsável por isso e seria muito infantil se achasse. Ele é o mestre de seu destino e teve a oportunidade de continuar conosco. A imagem que as pessoas tiveram durante anos da posição de Mark na equipe era muito errada - disse o alemão.

Cada vez mais próximo de conquistar o seu quarto campeonato em sequência - lidera a temporada com 157 pontos, contra 123 de Fernando Alonso, da Ferrari -, Vettel ainda surpreendeu ao dizer que acredita que ninguém pode lhe parar este ano na F1.

- Ninguém pode impedir (o título), eu acho. Mas se você perguntar aos outros eles vão dizer que estão trabalhando duro para isso. É bom saber que estou em uma boa posição, mas prefiro não pensar assim e sei que muita coisa pode acontecer entre hoje e a bandeira quadriculada no Brasil - disse o piloto, se referindo ao GP do Brasil, que será o último da temporada 2013.

Líder da classificação geral da temporada 2013 de Fórmula 1, o alemão Sebastian Vettel pode se tornar este ano apenas o terceiro piloto da história a obter quatro títulos consecutivos da F1, ao lado de Michael Schumacher e Juan Manuel Fangio. O primeiro, inclusive, é classificado como um herói para o atual piloto da Red Bull.

Em entrevista ao site oficial da Fórmula 1, Vettel não só exaltou Schumacher, como ressaltou que sonhava em correr pela Ferrari quando criança:

- Sonhava sim em correr pela Ferrari. Como meu herói, Michael Schumacher estava vestindo vermelho. Como criança, eu sonhava em substituir o meu ídolo, mas hoje em dia eu vejo isso de forma diferente. Estou muito feliz vestindo o azul de minha equipe.

O piloto alemão ainda fez questão de não se envolver com a questão da saída do australiano Mark Webber, seu atual companheiro na Red Bull, da Fórmula 1 - os dois trocaram farpas no Grande Prémio da Malásia este ano após Vettel operar ultrapassagem perigosa em seu companheiro. Para ele, Webber tem poder sobre seu destino e poderia ter permanecido.

- Não me acho responsável por isso e seria muito infantil se achasse. Ele é o mestre de seu destino e teve a oportunidade de continuar conosco. A imagem que as pessoas tiveram durante anos da posição de Mark na equipe era muito errada - disse o alemão.

Cada vez mais próximo de conquistar o seu quarto campeonato em sequência - lidera a temporada com 157 pontos, contra 123 de Fernando Alonso, da Ferrari -, Vettel ainda surpreendeu ao dizer que acredita que ninguém pode lhe parar este ano na F1.

- Ninguém pode impedir (o título), eu acho. Mas se você perguntar aos outros eles vão dizer que estão trabalhando duro para isso. É bom saber que estou em uma boa posição, mas prefiro não pensar assim e sei que muita coisa pode acontecer entre hoje e a bandeira quadriculada no Brasil - disse o piloto, se referindo ao GP do Brasil, que será o último da temporada 2013.