icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
13/04/2014
18:50

Ao fim do clássico mineiro deste domingo, que deu o título mineiro ao Cruzeiro, o atacante Jô saiu de campo lamentando a terceira conquista seguida que escapou do Atlético-MG na temporada. O jogador esteve diretamente envolvido no desfecho da partida, ao receber o possível pênalti aos 43 minutos do segundo tempo. Na ocasião, o árbitro Leandro Vuaden chegou a marcar o penal, mas não marcou por conta do auxiliar Fábio Pereira, do Tocantins, que levantou a bandeira.

- Foram duas equipes que jogaram bastante, brigaram bastante. Não gosto de falar de arbitragem, mas último lance foi pênalti, ele mesmo falou para mim que foi pênalti mas deu o impedimento - comentou o atacante.

Sem o título mineiro, o camisa 7 já pensa em esquecer o estadual e levantar a cabeça para começar bem a fase mata-mata da Libertadores.

- Agora é erguer a cabeça, temos que seguir firme porque ainda temos a Libertadores pela frente. Faltou paciência, o time não teve paciência. Agora é trabalhar para fazermos bons jogos.

Cruzeiro comemora título mineiro depois de clássico sem gols