icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
19/08/2015
22:00

O presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, já afirmou que "reza todo dia" para aparecer uma proposta para o atacante Alexandre Pato até o dia 31 de agosto, quando fecha a janela de transferências internacionais na Europa. Por enquanto, porém, o clube não recebeu nada oficial pelo jogador, que está emprestado até o fim deste ano ao São Paulo.

- Continuo rezando (para chegar uma proposta). Não há proposta nenhuma. Estamos aguardando. Oficialmente, não chegou nada. Tem que rezar mais. É uma brincadeira, claro, mas é uma janela boa, ele vem se destacando, jogando bem... Estamos tentando negociá-lo. Acredito que vamos conseguir nesta janela. Não tenho bola de cristal, mas tenho fé que dará certo - disse o mandatário corintiano antes de o duelo Santos x Corinthians, na Vila Belmiro, pelas oitavas de final da Copa do Brasil.

Nos últimos dias, o Timão foi procurado por um empresário que intermediaria uma proposta do Galatasaray, da Turquia. No entanto, os valores falados foram 5 milhões de euros. O Corinthians só poderá vender o jogador sem o consentimento do São Paulo, por acordo em cláusula contratual, se a proposta for o dobro - 10 milhões de euros.

- Existiu uma consulta. A ideia do orçamento era inferior ao que queríamos. A gente não levou para frente, porque o Corinthians não aceita nada menos que 10 milhões de euros - reforçou Andrade.

O presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, já afirmou que "reza todo dia" para aparecer uma proposta para o atacante Alexandre Pato até o dia 31 de agosto, quando fecha a janela de transferências internacionais na Europa. Por enquanto, porém, o clube não recebeu nada oficial pelo jogador, que está emprestado até o fim deste ano ao São Paulo.

- Continuo rezando (para chegar uma proposta). Não há proposta nenhuma. Estamos aguardando. Oficialmente, não chegou nada. Tem que rezar mais. É uma brincadeira, claro, mas é uma janela boa, ele vem se destacando, jogando bem... Estamos tentando negociá-lo. Acredito que vamos conseguir nesta janela. Não tenho bola de cristal, mas tenho fé que dará certo - disse o mandatário corintiano antes de o duelo Santos x Corinthians, na Vila Belmiro, pelas oitavas de final da Copa do Brasil.

Nos últimos dias, o Timão foi procurado por um empresário que intermediaria uma proposta do Galatasaray, da Turquia. No entanto, os valores falados foram 5 milhões de euros. O Corinthians só poderá vender o jogador sem o consentimento do São Paulo, por acordo em cláusula contratual, se a proposta for o dobro - 10 milhões de euros.

- Existiu uma consulta. A ideia do orçamento era inferior ao que queríamos. A gente não levou para frente, porque o Corinthians não aceita nada menos que 10 milhões de euros - reforçou Andrade.