icons.title signature.placeholder Stefano Grossi
05/06/2014
15:51

O Bahia pode voltar a mandar um jogo com a presença da sua torcida apenas em 2015. Na última quarta-feira, a Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) denunciou o clube por conta da superlotação ocorrida no estádio Jóia da Princesa, no último dia 29, quando o Tricolor baiano recebeu o Santos, em jogo da oitava rodada do Campeonato Brasileiro, e também por uma lata de cerveja atirada no campo.

Segundo Paulo Schmitt, procurador-geral do STJD, o Bahia infringiu o artigo 23º do Estatuto do Torcedor e os artigos do Código Brasileiro de Justiça Despotiva (CBJD) 191,1; e 213,1, na forma do artigo 69-B. O clube poderá perder até 20 mandos de campo.

- O que se viu foi uma falta de planejamento, torcedores pulando para o campo de jogo para fugir do tumulto nas arquibancadas. O Bahia foi denunciado ontem (quarta) e pode ser condenado a pagar uma multa no valor de R$ 100 mil reais e perder até 20 mandos de campo - comentou Schmitt ao LANCE!Net.

A superlotação aconteceu durante a derrota do Bahia para o Santos, por 2 a 0. Logo no início do primeiro tempo, pessoas se espremiam na parte destinada aos torcedores do Bahia, enquanto outros, com ingressos, eram impedidos de entrar no estádio.

Para piorar a situação, um dos portões de acesso foi arrombado e pessoas que não possuíam ingressos invadiram as arquibancadas. A situação só foi contornada quando os organizadores do evento deslocaram parte da torcida do Bahia para a área reservada aos santistas.

O assessor do Bahia, Nelson Barros, disse que o departamento jurídico do clube já está estudando o caso para tomar providências.

- O caso já está nas mãos do nosso departamento jurídico, existe um laudo que comprova que não houve superlotação no estádio - comentou Barros ao LANCE!Net.