icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/07/2013
20:15

O primeiro treino do São Paulo sem Ney Franco, nesta sexta-feira, logo após o anúncio da demissão do treinador, não mostrou novidades no time que enfrentará o Santos, no domingo, pelo Brasileirão. O interino Milton Cruz, que assume a equipe, levou os jogadores ao campo mas manteve mistério, e realizou atividade completamente diferente do que vinha acontecendo na rotina do técnico anterior.

Milton organizou o elenco em dois times de 14 jogadores, embaralhados entre titulares e reservas, e realizou um treino coletivo em campo reduzido. A atividade durou cerca de 40 minutos, e foi disputada intensamente pelos atletas. O atacante Osvaldo teve de deixar o treino após entrada forte do zagueiro Rafael Toloi, que resultou em uma pancada na coxa direita. O camisa 17 foi atendido pelo médico José Sanchez e foi obrigado a sair do gramado. Depois do atendimento, o atacante se encaminhou ao vestiário mancando, e não voltou ao treino.

Após as atividades, Osvaldo avisou que estará em condições para encarar o Peixe, tranquilizando os torcedores.

O preparador físico Zé Mário participou do treino junto de Milton Cruz, no meio do gramado, coordenando os atletas durante a atividade. Alexandre Lopes, preparador físico que chegou ao São Paulo com Ney Franco, também participou do treino. Sergio Rocha, preparador que tem cuidado dos atletas afastados, fez trabalho individual com Negueba, que aos poucos volta a treinar com bola.

Após o coletivo, Milton Cruz promoveu um treino de bola aérea. Os zagueiros se posicionaram na área para evitar os cruzamentos aos atacantes, enquanto o resto do time se revezou na parte ofensiva da atividade, em cruzamentos feitos pelos laterais Lucas Farias, Caramelo, Juan e Reinaldo. Douglas, que sofreu um pequeno estiramento no ligamento colateral medial do joelho direito, não treinou nos últimos dois dias e está fora da partida contra o Santos, no domingo, no Morumbi.

O primeiro treino do São Paulo sem Ney Franco, nesta sexta-feira, logo após o anúncio da demissão do treinador, não mostrou novidades no time que enfrentará o Santos, no domingo, pelo Brasileirão. O interino Milton Cruz, que assume a equipe, levou os jogadores ao campo mas manteve mistério, e realizou atividade completamente diferente do que vinha acontecendo na rotina do técnico anterior.

Milton organizou o elenco em dois times de 14 jogadores, embaralhados entre titulares e reservas, e realizou um treino coletivo em campo reduzido. A atividade durou cerca de 40 minutos, e foi disputada intensamente pelos atletas. O atacante Osvaldo teve de deixar o treino após entrada forte do zagueiro Rafael Toloi, que resultou em uma pancada na coxa direita. O camisa 17 foi atendido pelo médico José Sanchez e foi obrigado a sair do gramado. Depois do atendimento, o atacante se encaminhou ao vestiário mancando, e não voltou ao treino.

Após as atividades, Osvaldo avisou que estará em condições para encarar o Peixe, tranquilizando os torcedores.

O preparador físico Zé Mário participou do treino junto de Milton Cruz, no meio do gramado, coordenando os atletas durante a atividade. Alexandre Lopes, preparador físico que chegou ao São Paulo com Ney Franco, também participou do treino. Sergio Rocha, preparador que tem cuidado dos atletas afastados, fez trabalho individual com Negueba, que aos poucos volta a treinar com bola.

Após o coletivo, Milton Cruz promoveu um treino de bola aérea. Os zagueiros se posicionaram na área para evitar os cruzamentos aos atacantes, enquanto o resto do time se revezou na parte ofensiva da atividade, em cruzamentos feitos pelos laterais Lucas Farias, Caramelo, Juan e Reinaldo. Douglas, que sofreu um pequeno estiramento no ligamento colateral medial do joelho direito, não treinou nos últimos dois dias e está fora da partida contra o Santos, no domingo, no Morumbi.