icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
27/03/2014
15:06

O Bahia iniciou a luta pela vaga na final do Baianão com muita dificuldade. Em uma partida onde tudo estava contra o Tricolor de Aço, o jovem Jeam foi mais uma vez o salvador do time. Jogando em um péssimo gramado, o Bahia viu o Serrano abrir o placar no final do primeiro tempo, mas conseguiu chegar ao 1 a 1 com o talento de Jeam, que empatou o jogo na segunda etapa.

Mesmo sem vitória, o Bahia terá a vantagem do empate no jogo de volta da semifinal. O Tricolor de Aço se classificará para a final do Estadual com apenas outro empate na Fonte Nova. O goleiro Marcelo Loma, no entanto, acredita que o Bahia deve impor seu ritmo na partida em Salvador.

- Foi um jogo complicado. Eles fizeram um bom jogo e dera trabalho. Agora, dentro de casa, temos obrigação de jogar para o nosso torcedor e impor nosso ritmo.

O treinador Marquinhos Santos, no entanto, dirigiu seus comentários ao péssimo estado do gramado do estádio Roberto Pereira, em Teixeira de Freitas, a casa do Serrano.

- Sabíamos da dificuldade que teríamos com o campo, principalmente pela marcação que o Serrano exerceria. Eles souberam jogar em função do campo. Já sabíamos que teríamos essa dificuldade. - afirmou o técnico, que também apontou falhas na equipe. - No primeiro tempo, demoramos a entrar na partida em função do campo. Na segunda etapa, fizemos uma alteração tática, e o time melhorou. Adiantamos o Diego e o Guilherme, e a equipe ganhou em profundidade. Empatamos a partida e podíamos até ter virado.

Bahia e Serrano voltam a se enfrentar no próximo sábado (29), às 16h, na Arena Fonte Nova, em Salvador.