icons.title signature.placeholder Caio Carrieri, Maurício Oliveira, Eduardo Mendes e Thiago Salata
03/07/2014
07:10


Neymar preocupa Luiz Felipe Scolari e a todos brasileiros desde as pancadas que levou, principalmente na coxa e joelho direitos, contra o Chile. Mas a pressão sobre a Seleção Brasileira e as dificuldades sobre as questões físicas são novas barreiras que o craque parece disposto a tirar de letra, nesta sexta, contra a Colômbia.

E a questão emocional tão batida nos últimos dias, por disputar uma Copa do Mundo em casa?

– Eu tiro de letra, porque estar na na Copa é um sonho – repetiu.

E as dores na perna direita?

– Eu estou bem, estou recuperado, podem ficar tranquilos – disse.

A curta, porém já vitoriosa carreira de Neymar, mostra que os torcedores, e Felipão, podem confiar nas palavras do craque, que treinou ontem com o time e apareceu na sala de imprensa da Granja Comary antes de viajar a Fortaleza.

Desde que surgiu no profissional do Santos, em 2009, o camisa 10 foi tirando da frente crises, problemas e desafios, sejam eles envolvendo sua pessoa ou o time que defendia. A questão já foi até tema de conversa na concentração entre Felipão e o capitão Thiago Silva, destacando que Neymar sempre passou por cima dos problemas que apareceram. Hoje, artilheiro do Brasil na Copa, o astro nem é questionado: passou no maior teste ao bater o último pênalti contra os chilenos.

Quem sofre questionamentos é Scolari e o time, que não rende taticamente e tecnicamente. O atacante espera liderar o Brasil, como já fez na Copa e na campanha da Copa das Confederações do ano passado.

– Estamos jogando no quintal de casa, a torcida é nossa e temos de estar felizes dentro de campo.

Foi o recado dado por Neymar à torcida, James Rodríguez & Cia...

SEMPRE SUPERANDO...

Superou!
Na final do Paulistão de 2010, pelo Santos, contra o Santo André, vinha sendo chamado de cai-cai, ainda mais depois de "se jogar", colocar o dedo no próprio olho e ter de ser substituído na primeira final. No jogo decisivo, porém, marcou duas vezes e levou a primeira taça da carreira.

Superou!
Perdeu pênalti na primeira final da Copa do Brasil de 2010, mas foi decisivo no segundo, com assistência. Santos bateu o Vitória.

Superou!
No primeiro semestre de 2010, se envolveu em diversas polêmicas, mas ganhou os dois títulos que disputou no primeiro semestre (Copa do Brasil e Paulista). As principais polêmicas foram: chapéu com bola parada no Chicão; se negou a visitar lar espírita; chegou atrasado em treino após balada; chamou juiz de ladrão no Twitter.

Superou!
Na Libertadores de 2011, Ganso se machucou nas oitavas e Neymar comandou o Santos em toda a reta final do torneio. Fez gol nas quartas, nas semis e na decisão.

Superou!
Em 2012, depois do técnico do Bolívar ironizar e dizer que não conhecia Neymar, ele comandou o Santos na goleada por 8 a 0 nas oitavas da Libertadores.

Superou!
Tirando o sul-americano sub-20, todos títulos de Neymar são em mata-matas: 3 Paulistas (2010, 2011 e 2012, com gol nas 3 finais), Libertadores, Copa do Brasil, Recopa, Copa das Confederações, Supercopa da Espanha e os Superclássicos.

Superou!
Seleção estava em baixa antes da Copa das Confederações, e esperava-se muito de Neymar, pela primeira vez com a camisa 10. Craque foi o melhor do Brasil nas cinco vitórias do título: derrubou grandes como Itália, Uruguai e Espanha, algo que se questionava no momento da Seleção e do atacante

Superou!
Na Copa do Mundo, Seleção enfrenta forte pressão. Não parece abalar Neymar, que já marcou quatro gols e é o artilheiro do time. Brasil só venceu quando ele foi o melhor em campo, contra Croácia e Camarões. Bateu último pênalti contra o Chile, nas oitavas, com frieza. Agora, com dores e com a Seleção questionada, vai sobrar para a Colômbia?