icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
10/06/2014
14:13

"O melhor goleiro está na prisão". Este é o título de matéria do jornal "Mundo Deportivo", da Espanha, sobre a Seleção Brasileira. Os catalães se referem à Bruno, ex-camisa 1 do Flamengo, condenado a 22 anos e três meses de prisão por conta do assassinato de Eliza Samúdio, em 2010.

Apesar da manchete polêmica, o tom da matéria é muito mais ameno. A enviada especial do "Mundo Deportivo" ao Brasil detalha a situação de Júlio César, titular da meta brasileira, e fala sobre os seus reservas, Victor e Jefferson.

Contudo, no penúltimo parágrafo do texto, Bruno aparece. E é muito elogiado:

- O bom, que realmente surpreendia o Brasil com sua qualidade, não poderá defender nunca a camisa verde e amarela. Bruno Fernandes foi condenado a 22 anos de cárcere pelo assassinato de sua "ex-namorada" Elizia (sic) Samudio. Contratou um amigo de infância, Macarrão, para assassinar sua ex-parceira, esquartejá-la e lançar o corpo para os cachorros - diz a reportagem.

Vale lembrar que Bruno nunca foi convocado pela Seleção Brasileira. Antes do Flamengo, ele defendeu o Corinthians e o Atlético-MG.