icons.title signature.placeholder RADAR / LANCEPRESS!
26/02/2015
17:21

O presidente da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC), José Luis Vasconcellos, e o presidente da União Ciclística Internacional (UCI), Brian Cookson, se encontraram na última quarta-feira para visitar as obras do ciclismo para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016.

Durante o encontro, os presidentes sobrevoaram as obras do Velódromo no Parque Olímpico da Barra da Tijuca, onde serão disputadas as provas de Ciclismo de Pista, além do Complexo de Deodoro, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, onde está sendo construída as pistas de BMX e Mountain Bike.

- Estou impressionado com o progresso, é melhor do que eu esperava, estou muito, muito feliz de ver o trabalho que foi feito. Acho que vamos ter imagens fantásticas para a televisão para mostrar essa área para o mundo. Serão percursos desafiadores para homens e mulheres ao longo da praia, mas também das montanhas. Acho que vamos ver grandes performances olímpicas e grandes campeões como resultado desse percurso - afirmou Cookson.

No primeiro cronograma apresentado, as provas de Contra-Relógio seriam realizadas com largada e chegada em Copacabana. Mas devido a logística, a competição mudou de lugar, sendo transferida para a região do Pontal. A prova de Estrada também sofreu alterações, passando do Flamengo para Copacabana.

Para Vasconcellos, presidente da CBC, o progresso nas obras é animador.

- Tivemos conhecendo as obras do Ciclismo para os Jogos Rio 2016 e tudo está encaminhado muito bem. Os percursos são de alto nível e pretendem proporcionar excelentes momentos, tanto para os competidores, como para o público - destacou o presidente.