icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
20/02/2015
08:02

A nomeação de Eduardo Ferreira como novo diretor-adjunto de futebol do Corinthians causou polêmica por sua ligação com a Gaviões da Fiel - o dirigente exerceu a função de assessor de imprensa da maior torcida organizada do clube.

Sabedor da polêmica, o presidente do Timão saiu em defesa do seu escolhido, que atuará ao lado de Sérgio Janikian (novo diretor de futebol), Edu Gaspar (gerente) e do ex-jogador Alessandro (coordenador). Após a vitória sobre o São Paulo, Roberto de Andrade confirmou a nomeação de Eduardo Ferreira e rechaçou qualquer problema em relação ao seu passado.

- Ele não é o Edu da Gaviões, é o Eduardo Ferreira. O fato de ele ter sido da Gaviões é o que menos importa, o que vale é de hoje para frente. Parte política eu também participei e hoje sou presidente. Quem escolheu foi eu e o Sérgio (Janikian), que será o diretor de futebol - afirmou o mandatário, eleito no último dia 7.

Na coletiva de imprensa de apresentação da nova diretoria de futebol, que ocorreu na tarde de quinta-feira, Roberto de Andrade e Sergio Janikian foram os únicos que ficaram diante de câmeras e microfones. Eduardo Ferreira, Alessandro e Edu Gaspar permaneceram sentados na primeira fileira das cadeiras, onde normalmente ficam os fotógrafos.

Em tempo: além do cargo exercido na maior torcida organizada do clube, Eduardo Ferreira é conselheiro do Corinthians. Ele participou do "Movimento Fora Dualib", que pressionou pelo afastamento do então presidente Alberto Dualib, em 2007.