icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
07/11/2013
15:03

O presidente do Porto, Pinto da Costa, foi absolvido das acusações do jornalista Valdemar Duarte, da emissora TVI. De acordo com o Tribunal do Bolhão, na Cidade Invicta, não há provas de que o dirigente do Dragão tenha de fato ofendido a honra do profissional de comunicação. Ficou ainda entendido que houve discrepância de testemunhos e contradições nos depoimentos.

A acusação já é relativamente antiga e vem de um incidente em novembro de 2011, durante uma partida do Porto contra o Braga, no Estádio do Dragão. Quando ia para a sala de imprensa, o jornalista foi parado por Pinto da Costa, que perguntou-lhe se estava ali como jornalista ou benfiquista. O dirigente ainda teria dado uma "peitada" no repórter.

O dirigente confirmou que fez o questionamento, mas que não houve nada além disso. O jornalista ainda acusou Fernando Brandão de ter dado um tapa na mesma ocasião.

O único fato comprovado, o questionamento de Pinto da Costa se estava como benfiquista ou jornalista, não foi considerado injurioso.