icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
07/03/2014
13:14

Presidente do Mogi Mirim, Rivaldo usou o Twitter para condenar os insultos racistas sofridos pelo volante Arouca depois da goleada sofrida pelo seu time por 5 a 2 nesta quinta-feira no Romildo Ferreira.

"Eu, como presidente do Mogi Mirim, lamento caso houve algum ato de racismo com o jogador Arouca, do Santos. Sou contra esta atitude de pessoas que não respeitam o próximo. Vamos buscar nos monitores do estádio e em filmagens para ver se houve e, caso positivo, punir os mesmos", postou Rivaldo no microblog.

O mandatário máximo do Sapão também mostrou preocupação quanto a uma possível punição que o clube possa sofrer no futuro por conta do incidente.

"Eu só não concordo em punição para o clube, não podemos controlar a boca dos torcedores. O clube é responsável caso tenha briga, invasão de campo ou objetos jogado em campo. Ontem, por exemplo, liberamos mais um parte da arquibancada para os torcedores do Santos para evitar qualquer problema. Mas entrego esta situação nas mãos de Deus", completou Rivaldo.

Com apenas 12 pontos ganhos, o Mogi ainda luta contra o rebaixamento nas três rodadas finais da primeira fase do Paulistão.