icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
27/12/2013
14:01

Por unanimidade, oito votos a zero, a Portuguesa foi rebaixada para a Série B do Campeonato Brasileiro após julgamento no Pleno do STJD, nesta sexta-feira. Presidente da Lusa até o dia 31 de dezembro, Manuel da Lupa esteve presente no julgamento do recurso do clube paulista, na sede da entidade, no Rio de Janeiro, e lamentou a queda. O dirigente ainda aproveitou para afirmar que pretende recorrer a novas instâncias pela permanência da equipe na elite nacional.

- Vamos até o final. E isso significa esperar o que vai acontecer com um inquérito que está aberto no Ministério Público do Consumidor, para ver se a decisão do STJD feriu o Estatuto do Torcedor, como estão dizendo. A gente respeita a decisão sempre, mas não concorda. Se no final for decidido que a Portuguesa vai disputar a Série B, tudo bem. Agora eles (o Fluminense) não têm mérito. O mérito é da Portuguesa - afirmou Manuel da Lupa logo após o julgamento.

Na última rodada do Brasileirão de 2013, a Portuguesa escalou irregularmente o meia-atacante Héverton, que havia sido julgado pelo STJD e punido com suspensão de dois jogos. Sem cumprir o segundo, voltou a campo para enfrentar o Grêmio e foi denunciado. Em primeira instância, a Lusa não conseguiu convencer os auditores a reverter a pena de quatro pontos, mas recorreu e também não obteve sucesso.

Na próxima semana, Da Lupa entrega o cargo a Ilídio Lico, que foi aclamado presidente da Portuguesa recentemente. O atual mandatário deseja fazer uma reunião com o futuro presidente ainda em 2013, para discutir as ações do clube contra a decisão do STJD - torcedores prometem acionar a Justiça Comum - e definir aspectos como premiações por permanência na Série B pagas aos jogadores.

- Futebol se ganha dentro de campo, o resto é conversa. A Portuguesa fez um sacrifício tremendo para ficar na Série A, e não é justo que o Fluminense se salve - encerrou Manuel da Lupa.