icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
16/02/2015
15:38

A derrota do Grêmio para o Veranopólis por 1 a 0, no sábado, incomodou a todos no clube. Depois de o técnico Luiz Felipe Scolari deixar o gramado antes do término do jogo, o presidente Romildo Bolzan Júnior deu declarações fortes sobre as recentes apresentações da equipe. O mandatário não poupou críticas e queixou-se da apatia de seus atletas.

– Não me assusta o desempenho, me assusta a apatia, a falta de indignação, um pouco de vontade. Isso não assusta só a direção, mas também treinador e torcida. E também aos jogadores. Eles também estão assustados com não ter uma resposta de evolução técnica – afirmou.

Embora demonstre insatisfação com o momento do Tricolor Imortal, na 10ª colocação do Campeonato Gaúcho, o dirigente destaca a necessidade de ter paciência.

– Claro que não estou satisfeito. Mas como dirigente tenho que ter a racionalidade do momento, que é de transição. Não é um processo de rápida solução. Tem que ser dialético. Estamos no caminho certo na gestão e no elenco, sabendo que temos que reforçar. Como torcedor, queria resposta mais rápida. Mas se não tiver, não posso desistir – concluiu.