icons.title signature.placeholder Gabriel Matturo
16/12/2013
15:07

Flamengo e Fluminense são dois dos clubes mais interessados no julgamento de André Santos, do Fla, e Héverton, da Lusa, desta segunda-feira, que acontecerá na sede do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), no Centro do Rio de Janeiro, às 17h, com transmissão em tempo real pelo LANCE!Net. Porém se a torcida rubro-negra torce por uma absolvição, há quem diga que torcer não vai adiantar muita coisa.

Francisco Horta, ex-presidente do Fluminense na década de 1970, e com uma curta passagem como diretor de futebol do Flamengo, acredita que o Rubro-Negro e a Portuguesa sofrerão uma verdadeira goleada no tribunal e, consequentemente, perderão os pontos pelas escalações irregulares de André Santos e Héverton, respectivamente.

- Vai ser 14 a 0! 5 a 0 nesta segunda-feira e 9 quando tentarem o recurso. Esse caso é tranquilo, é o "beabá" do direito desportivo. Portuguesa e Flamengo perderão pontos e sabem disso. Estão fazendo isso tudo porque têm vergonha do erro que cometeram. Um erro grave. Imagina você ser rebaixado porque "dormiu" desse jeito? Não pode! O Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) está há mais de 20 anos em vigor e todos os clubes estão carecas de saber disso - disse Horta.

E MAIS
> Código da FIFA dá brecha para 'descontos de pontos' no ano seguinte
> Confiante, advogado do Flamengo espera que 'justiça seja feita'
> Veja como será o julgamento nesta segunda-feira no STJD
> Por causa de julgamento, PM faz patrulhamento em frente ao STJD

O ex-dirigente, que também é Juiz de Direito, não acredita que o erro foi 100% do advogado da Portuguesa, Osvaldo Sestário, que está há mais de 9 anos trabalhando para o clube paulista.

- Hoje em dia, não é mais necessária qualquer ligação do advogado que representa o clube. É tudo automático. Todos os clubes tem um profissional que só trabalha com esse tipo de situação. Eles sabiam que os jogadores estavam suspensos e mesmo assim colocaram pra jogar. Não existe interpretação num caso como esse. Não adianta nada colocar torcida na rua, estão errados - falou lembrando que o Fluminense é mero expectador no caso:

- O Fluminense não é parte da história, não tem envolvimento com o que está acontecendo. Ele só está sendo beneficiado porque os caras "dormiram" - concluiu.